As fraquezas do jornalismo

 

MídiaO jornalismo é tão debatido hoje quanto a política. É bom que seja. A Lava-Jato jogou o jornalismo no ralo, transformando as grandes redações em emissárias de recados, grampos e vazamentos da Polícia Federal, do Ministério Público e do juiz Sergio Moro (sim, sim, com as exceções de sempre).
O jornalismo fracassou ao não impor uma de suas virtudes – a capacidade de investigação em circunstâncias como essa, desde a cobertura dos casos de corrupção até o golpe. Sem falar que, vergonhosamente, nunca antes neste país os jornalistas-colaboracionistas foram tantos.
Um dia, quem sabe, em nome da sobrevivência do próprio jornalismo, as histórias dessas adesões sejam bem contadas.
É disso tudo que o jornalista Juremir Machado da Silva e eu iremos tratar dia 7 de julho em Caxias. Gosto desses debates que furam a bolha em que muitos ainda se protegem, para que não tenham as nossas fraquezas expostas.
É uma promoção do Sindicato dos Bancários de Caxias e Região, com apoio do Sindicato dos Professores (Sinpro/Caxias), Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul e Coletivo de Comunicação Alternativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 7 =