Ascânio

Morreu um valente. José Ascânio Vilaverde Moura, engenheiro, escritor e combatente pela democracia.
Ascânio (à direita na foto) tinha a pegada do escritor do Alegrete, era divertido e era também denso e sério, quando precisasse. Um cronista encantador.
Recebi a notícia agora do amigo Luiz Adolfo Grillo. Pena que somente nos últimos anos, pelas mãos do Adão Villaverde, do José Airam Baialard Vasconcelos (à esquerda) e do Paulo Renato Rodrigues, eu tenha descoberto que era amigo do Ascânio e não sabia.
Perdemos mais um militante da trincheira da resistência contra os desatinos da política.

(Esta foto tem dois anos. Ascânio e José Airam me presentearam com uma caneca da Confraria da Praça Nova, do Alegrete.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 1 =