POR QUE A MORTE DE MARÍLIA MENDONÇA NOS COMOVE

É cansativo cobrar engajamento explícito e militante dos artistas às grandes e às pequenas questões da humanidade, em situações consideradas normais. Que cada um decida se deve ou não dizer o que pensa. Mas o Brasil não vive uma situação de normalidade. Artistas quietos, recolhidos ao conforto de falsas neutralidades, são assumidamente omissos em momentos

OS OBITUÁRIOS QUE INCOMODAM OS FASCISTAS

Certos obituários do século 21 enlouquecem os fascistas em geral, e não só os homófobos. O obituário mais lido hoje informa que o pianista Nelson Freire deixa o marido, o médico Miguel Rosário, e um irmão. Esses dias, outro obituário informava: o autor de novelas Gilberto Braga morre e deixa o marido, o decorador Edgar

O VINHO DE BOLSONARO E O VINHO DO GÊNIO OSCAR GUGLIELMONE

O melhor vinho do Brasil nunca será um Miolo, e não porque tenha associado o produto às gentilezas da família gaúcha dona da marca dirigidas a Bolsonaro. Um Miolo é, desde muito antes de ser o vinho de Bolsonaro, apenas um vinho médio entre os medíocres, o que às vezes é pior do que ser

A HOMENAGEM DE FERNÁNDEZ E DOS ARTISTAS ARGENTINOS AOS MORTOS PELA PANDEMIA

Vamos nos emocionar com os gestos de solidariedade que os governos dos outros nos oferecem. O presidente Alberto Fernández presidiu hoje um dos atos mais comoventes e belos da pandemia. Os argentinos têm um presidente que nos faz chorar ao homenagear os mortos com Bach, e nós temos um genocida que passeia de moto. Abaixo,

A CARTA DE MIGLIACCIO. DIVULGAR OU NÃO?

É bom o debate sobre a carta deixada por Flávio Migliaccio. Divulga ou não divulga? Parece que o desejo dele seria pela divulgação, ou a carta não teria ficado exposta e sem um destinatário específico. A carta é para o seu público, os destinatários estão no plural (“Me desculpem”), são os que admiram sua arte

O GRILO FALANTE DAS ESQUERDAS

Morreu Ruy Fausto, o filósofo das encruzilhadas das esquerdas e crítico irredutível dos erros do PT. Esta semana morreram os jornalistas Nirlando Beirão e Luis Edgard e Andrade. Encontraram o corpo de Ruy Fausto recostado no piano da casa dele em Paris. A impressão é de que continuam morrendo só os nossos. Os deles parecem

O JORNALISMO E A DEMOCRACIA PERDEM RENAN ANTUNES DE OLIVEIRA

Perdemos mais um dos grandes do jornalismo de combate. Renan Antunes de Oliveira morreu hoje aos 70 anos. Seu último trabalho, que não estava concluído, é uma série sobre os desmandos do véio da Havan, publicada no DCM. Conversamos menos de um mês atrás. Estava feliz com o transplante de rim que o havia livrado

A BENEVOLÊNCIA COM OS MORTOS

Dos mortos, que só se fale de bem. Ou no original em latim: “De mortuis nihil nisi bonum”. A frase, sempre repetida nas tentativas de proteger algum morto exposto a controvérsias, seria de Quilão de Esparta, um dos sete sábios da Grécia. Pois morreu Rubem Fonseca, um dos maiores escritores brasileiros, mas também um dos