AS DUAS BARBEIRAGENS DO MOÇO DA TERCEIRA VIA

A Globo fez uma aposta pesada em Eduardo Leite como nome para a terceira via, mas parece estar desistindo. Pode ter descoberto que o tucano é paroquial, quase provinciano, sem asas e plano de voo para ares e alturas nacionais. Leite cometeu nos últimos dias duas coisas que um prefeito de qualquer cidadezinha não faria.

UM MOREIRA SALLES NÃO PODE APLAUDIR MAMÃE FALEI

É constrangedor para alguém com sobrenome Moreira Salles ficar à sombra de um trio elétrico, num domingo à tarde, ouvindo discursos do que existe de pior entre os dissidentes do bolsonarismo. Aconteceu domingo na Avenida Paulista, quando o jovem Antonio Moreira Salles, filho do presidente do conselho de administração do Itaú, Pedro Moreira Salles, erguia

O FRACASSO DA DIREITA CAMUFLADO PELOS JORNAIS DA DIREITA

O jornalismo da grande imprensa e suas estranhas chamadas de capa. Esta chamada é do Globo: “Divisão da oposição esvazia atos contra o governo Bolsonaro após 7 de setembro” O fracasso não é atribuído à direita e à extrema direita, que organizaram os atos, mas ao que seria a divisão da oposição. O mesmo Globo

PROCUREM OUTRO MITO

O Bolsonaro que existiu até o 7 de setembro não existe mais. Pode até tentar se reabilitar, depois do acovardamento e do pedido de trégua apadrinhado por Michel Temer, mas não será mais o mesmo. O sujeito que pode sobreviver será apenas um Bolsonaro requentado. Procurem outro mito. É o tema do meu texto no

INVESTIGUEM CARLOS BOLSONARO

A história da facada em Bolsonaro continua merecendo abordagens que possam lançar luzes num caso considerado nebuloso até hoje. Desta vez, Joaquim de Carvalho, editor do Brasil 247, um dos grandes nomes do jornalismo investigativo brasileiro, sai atrás de respostas para perguntas que esperneiam e não morrem e apresenta algumas pistas. O resultado é um

QUAL FOI O BOLSONARO QUE SOBROU?

Este Bolsonaro descontraído, debochado e agressivo desta foto continuará existindo depois do acovardamento e da nota em que bajula Alexandre de Moraes? Abaixo, perguntas elementares motivadas pelo pedido de trégua do indivíduo e das muitas dúvidas acionadas pelo que pode vir a ser o novo Bolsonaro: 1. Até quando Bolsonaro irá ficar apenas se explicando

BOLSONARO FOI HUMILHADO POR ALEXANDRE DE MORAES

Depois de ouvir o pedido de trégua de Bolsonaro, Alexandre de Moraes não precisa perder tempo pensando no que deve fazer. Não há encruzilhadas. Só há um rumo bem iluminado diante do ministro: seguir em frente. Moraes não precisa mais provar a ninguém que não teme Bolsonaro e a estrutura militar e miliciana que o

PAREM DE ATIRAR PEDRA NO SUPREMO

Parte relevante das esquerdas brasileiras gostaria de terceirizar os esforços para a reconquista de democracia. Livrar-se de Bolsonaro, segundo essa esquerda mais lerda, é coisa para as instituições. É dessa esquerda o ataque mais depreciativo ao pronunciamento de Luiz Fux ontem, em resposta a Bolsonaro, porque o ministro deveria ter sido mais contundente. Não são