COMO O VÍDEO ACABA COM BOLSONARO

Algumas constatações sobre o patético vídeo em que Bolsonaro tentou conversar com Al Gore, no ano passado, no Fórum de Davos (o link para o vídeo está no final desse texto).

1. Fica claro que é Al Gore quem se aproxima de Bolsonaro, e o diretor do documentário O Fórum, o alemão Marcus Vetter, já confirmou que foi o que aconteceu. A aproximação repentina perturbou o sujeito, que não estava preparado.

2. Al Gore provoca Bolsonaro ao dizer, de cara, que é amigo de Alfredo Sirkis, inimigo da ditadura. E logo depois provoca de novo ao falar da Amazônia como preocupação.

3. Ernesto Araujo, que momentos antes recolhia algo do chão, como se ele e Bolsonaro estivessem perdidos no coquetel, corrige a pronúncia de Al Gore para o sobrenome de Sirkis. Al Gore fala Sírkis, com Sir como sílaba tônica, e Araujo corrige para dar ênfase ao kis. É como se Araujo precisasse traduzir o nome certo para Bolsonaro, ou ele poderia confundir com outra pessoa… Foi uma grosseria com Al Gore, cometida pelo homem da diplomacia.

4. Quando Bolsonaro mente e dá a entender que enfrentou Sirkis na luta armada, Al Gore lança duas frases que expressam desprezo. Diz que não sabia disso (ou seja, sabia quem era Sirkis, mas não sabia quem era Bolsonaro). E depois emenda, com ironia: então falei sobre a pessoa errada.

5. Bolsonaro diz que a história “recém passada do Brasil dos militares” foi mal contada, mas que a verdade sempre aparece. Interessante o detalhe do “Brasil dos militares”.

6. Al Gore desconversa e põe a Amazônia na conversa, ou seja, ele conduz a pauta.

7. Bolsonaro vem com a frase colegial: “A Amazônia não pode ser esquecida. Temos muitas riquezas”. E completa com a maior bobagem do vídeo, quando diz que “gostaria muito de explorá-la junto com os Estados Unidos”.

8. Al Gore diz não entender o que Bolsonaro quis dizer, ou seja, entendeu muito bem e debochou da ideia do outro.

9. Parece que o vídeo foi cortado logo depois, quando Bolsonaro salta para uma declaração de amor ao povo americano e a Trump. Por que Bolsonaro não esclarece o que Al Gore diz não entender? Ou Bolsonaro se fez de bobo?

10. Bolsonaro divulgou o vídeo como se fosse obter algum ganho. O que ele mesmo expõe é um sujeito inseguro dizendo bobagens que, soletradas, parecem estar num teleprompter. O vídeo – tirado do documentário O Fórum, do alemão Marcus Vetter – é uma porrada na boca de Bolsonaro.

(Abaixo, o link para o vídeo)

https://youtu.be/CPpH7FRFcY0

2 thoughts on “COMO O VÍDEO ACABA COM BOLSONARO

  1. Seria tão bom se eu visse as coisas como o srnhor! Rsrs. Acho que o senhor é mais feliz que eu, porque o que eu vejo é um jogo ENSAIADO, entre qualquer um de USA e Bolsonaro.

    Como uma dança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 9 =