COMPROMISSO PÓS-PANDEMIA

O bicho se aproxima dos nossos amigos. O jornalista Juremir Machado da Silva está sob observação no Hospital da PUC, em Porto Alegre, com suspeita de que foi infectado pelo coronavírus.

Assumi agora um compromisso público com o também jornalista, professor e historiador Álvaro Nunes Laranjeira, amigo-irmão de Juremir.

Quando tudo isso chegar ao fim, sairemos abraçados caminhando e cantando pela Avenida Osvaldo Aranha.

Será uma madrugada retumbante. Cantaremos tão alto que acordaremos as pombas e os morcegos do Auditório Araújo Vianna.

Estaremos todos extremamente bêbados. Quem não estiver bêbado, vai fingir que está.

O PRÍNCIPE CARLUXO
Só em ditaduras sanguinárias há algo parecido. Carluxo, sem função nenhuma no governo, tem sala próxima do gabinete do pai no Palácio do Planalto.

É Carluxo quem coordena de dentro do governo a estratégia das mídias digitais com a propagação de mentiras sobre a pandemia.

Um sujeito que não é servidor público e não tem cargo de confiança despacha de dentro do governo. Os militares topam? Sergio Moro, o homem das leis, aceita?

Os Bolsonaros são uma imitação grosseira das famílias sanguinárias mantidas por ditadura.

Carluxo age como se fosse membro da família real saudita. Mas é apenas parte da chinelagem miliciana da extrema direita brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 5 =