DALLAGNOL NÃO SABIA DE NADA

Deltan Dallagnol, o investigador que descobria criminosos, segredos e dinheiro guardados em lugares improváveis, que chegou a acusar Lula de formação de quadrilha com um power point com detalhes da sua tese (mas que nunca denunciou Lula por isso), que desvendou mistérios insondáveis da Lava-Jato – esse investigador e acusador perfeito não sabia que a juíza Sibele Lustosa Coimbra, do 6º Juizado Especial Criminal de Curitiba, que homologou a sentença condenatória contra Reinaldo Azevedo por dano moral contra o próprio Dallagnol, é casada com um procurador da República.

Dallagnol, o procurador que tudo sabia, o Faro Fino da Lava-Jato, não sabia que seu colega procurador Daniel Holzman Coimbra, de Curitiba, que colaborou com a Lava-Jato, é casado com a juíza que lavrou a sentença do caso acionado pelo próprio Dallagnol contra Reinaldo Azevedo.

Dallaganol, o procurador esperto, não sabia que o procurador que também caçou corruptos no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Federal no Paraná (Gaeco), é casado com a juíza que, por acaso, avalizou a decisão de uma juíza leiga no processo com sua acusação contra o jornalista e determinou que Azevedo pague R$ 35 mil ao procurador chefe da Lava-Jato.

Quem assinou a sentença foi a juíza casada com o procurador colega de Dallagnol. E Dallagnol, o investigador que tudo sabe, disse hoje que não sabia de nada.

25Cida Cunha, José Airam Baialard Vasconcelos e outras 23 pessoas
1 comentário

One thought on “DALLAGNOL NÃO SABIA DE NADA

  1. Parece algo Muito Suspeito, mas boa parte da Justiça brasileira quer Saber Disso? Uma Mão Lava a Outra, Pois ninguém sabe como será o Amanhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 3 =