DECOTELLI E OS R2 QUE METRALHARAM O CAIXEIRAL

Agora, tem mais essa. Carlos Alberto Decotelli também não é oficial da reserva da Marinha. Ele foi um R2, um oficial temporário, que cumpre seu período no serviço militar e sai sem patente, sem soldo e sem honrarias.

Alegrete, com seus seis quarteis, recebia enxames de R2 na ditadura. Os tenentes provisórios, como se dizia, vinham de toda parte, principalmente do Rio.

Eram abusados e sedutores, porque se consideravam homens do regime. Muitos conhecidos meus perderam as namoradas para os R2.

Em 1971, um grupo deles tentou entrar no Clube Caixeiral, num baile de pré-Carnaval, e foi barrado. O escritor Fernando Campos da Rosa, o Sabugo, o memorialista do Alegrete, tem uma dúzia de versões sobre os motivos do desentendimento.

Pois os rapazes montaram em seus Fuscas (eles chegavam no Alegrete e compravam um Fusca) e rumaram para o 7º BE, o Batalhão de Engenharia de Combate.

Retornaram num caminhão cheio de metralhadoras. Furaram a fachada do clube com rajadas de balas. Foi uma noite de terror.

Só pararam quando foram corridos por uma turma liderada pelos meus amigos Zé Airam Vasconcelos e Pastel. O editor da Gazeta de Alegrete, Edgar Lisboa, com quem muito aprendi no jornalismo, era correspondente da Caldas Júnior e mandou a notícia para o Correio do Povo.

Era uma bomba em plena ditadura, Clube Caixeiral de Alegrete é metralhado por militares.

Foi notícia nacional, porque Alegrete já era famosa como terra de Osvaldo Aranha, Mario Quintana e João Saldanha. Lisboa ficou preso no quartel por dois dias.

Os R2 tinham um tempo de duração. Quando acabava o período de quartel, casavam com filhas de fazendeiros, ou voltavam para o Rio, ou ficavam vagando sem farda e sem poder pela cidade.

Contava a lenda que os ricos do Alegrete acreditavam que suas filhas haviam casado com altos oficiais. Até descobrirem que os caras eram tão oficiais quanto Decotelli pensa que foi.

2 thoughts on “DECOTELLI E OS R2 QUE METRALHARAM O CAIXEIRAL

  1. Mas é chinelagem demais: até o nome deste cara deve ser falso. E o irônico da coisa é que este cidadão como ministro da educação, teria como uma das funções escolher reitores das federais. Governicho bolsonaro se supera todos os dias!

  2. Fiz o CPOR em 1975, servido de intendencia, e meu estagio de 45 dias, em 1976, foi no Alegrete. A viagem de porto Alegre ao alegrete foi no trem hungaro. Fiquei com boas lemb do alegrete, mesmo nao namorando com nenhuma alegretense. A correcao que gostaria de fazer, e Que os oficiais r2 , como eu, nao possuiam dinheIro para adquirir automovel, como citado no texto. Quem fazia isto, eram os jovens oficiais recem formados na aman em rEsende e cumpriAm suas primeiras missoes nos quarteis do Alegrete. Estes sim eram , ainda jovens, prepotentes e exibicionistas com As liNdas alegretenses. Para nos oficiais R2, o consolo eram os puteiros do outro lado do rio ibirapuitÃ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 3 =