É A GUERRA? MAS DE QUEM CONTRA QUEM?

A Folha escancara, na edição de domingo, que a guerra é contra Bolsonaro e Paulo Guedes.
O bolsonarismo desmontou a tese bonitinha da própria Folha e dos cientistas do pós-golpe de que o governo se dividia entre técnicos, malucos e milicianos.
Essas caixinhas não existem. Todos estão misturados. A única diferença entre Damares e Guedes é que Guedes não vê Jesus.
O jornalismo da imprensa do golpe descobriu que só sobrevive se enfrentar Bolsonaro. Não é uma questão da democracia, é uma urgência do mercado, dos interesses deles.
Mas a Folha deixa claro na edição de guerra de hoje que coloca bolsonarismo e lulismo no mesmo saco.
Vem aí o tal projeto de centro, com Fernando Henrique de patrono, que ainda está perdido entre Doria e Huck.
E Sergio Moro? Este disputa mercado com a extrema direita armamentista e a turma das milícias. Moro é da mesma faixa de Bolsonaro e Witzel.
A guerra de Bolsonaro com a imprensa enlouqueceu a direita. Tem gente sem saber em que trincheira se acomoda, incluindo os militares.
E o povo? O povo pode estar aguardando o desfecho dessa guerra, como se nada fosse com ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 4 =