Os seus entretantos e as donas todavias

No dia 31 de agosto, o homem do Jaburu fez uma ameaça. Disse que não iria mais tolerar ser chamado de golpista. Que não levaria mais desaforo pra casa.

Parece que não conseguiu. O que se sabe é que o homem do Jaburu recriou um estilo. É um parnasiano gongórico do século 19 ressuscitado pelo golpe.

A seguir, em comemoração aos seis meses de governo, incluindo o período provisório, algumas palavras ajuntadas (muitas se repetem), que marcam a estética dos advérbios e outras bossas do seu discurso e que um dia poderão cair no Enem:

– De todo modo, no entanto, como tenho dito e repetido…

– E digo isso porque, como tenho observado, nesse ínterim…

– Reitero, portanto, que meu compromisso, de inopino…

– Disse e repito que, portanto, saberemos num curto horizonte …

– A propósito, afirmo e reafirmo, no entanto, que mesmo assim…

– Digamos que o governo de fato, como tenho dito, entretanto…

– A bem da verdade, como sabemos, o governo, todavia…

– A esse respeito, já informei, sem muitas delongas, que…

– De qualquer forma, como é sabido e tenho dito e reprisado…

– No entanto, ou quem sabe no entretanto, ou talvez todavia, há um porém, que eu diria até que não houve um golpe, houve, se pensarmos bem, como tenho repetido, a bem da verdade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 6 =