Gentili recebe apoio de Bolsonaro

O humor de direita no Brasil (que é o que predomina há muito tempo) morre abraçado com Danilo Gentili. É o corporativismo em defesa do cara que faz piadas para agredir mulheres e gays.
O Brasil conseguiu, desde antes do golpe, consagrar o humor reaça. Deve ser um dos poucos países do mundo em que o humorista não tira sarro do poder, mas o bajula, desde que seja de direita.
O Brasil virou o antro do humor covarde, que nunca ataca poderosos, com as exceções de sempre.
E chegou ao ponto em que Bolsonaro aplaude o humorista processado por, entre outras agressões, insinuar que a deputada Maria de Rosário é puta (tenho que escrever para que os ainda desinformados, se é que existem, saibam do que se trata).
O apoio do Bolsonaro foi a melhor piada produzida pelo Gentili, o humorista símbolo do bolsonarismo.
Um humorista receber a solidariedade de Bolsonaro numa hora dessas é pra matar. Parece sacanagem de alguém.
Ontem, de tanto rir, derramei um copo de suco de manga ao ler que o humorista tem o carinho e o afeto do vizinho do Ronnie Lessa. Coitado.
Sim, e tem gente do ‘humor de esquerda’ que saiu em socorro de Gentili. Tem. Porque os cumpadis se protegem. Como fazem os jornalistas fofos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 2 =