Justus

Roberto Justus vem aí. Mônica Bergamo informa hoje na Folha que o homem está arrombando portas no PMDB para furar a fila e ser o candidato do partido à presidência.

Depois de um Temer, o sujeito que é um verbo que assusta, poderemos ter um presidente-adjetivo edificante. O Houaiss me informa o óbvio, que justus em latim quer dizer basicamente aquele que é justo.

O que diz o Houaiss: aquele que se submete à justiça e à razão; que julga e procede segundo a equidade; probo, reto, íntegro; que tem grande rigor ou precisão; preciso, exato; que se apoia em boas razões; fundado, legítimo; homem conforme à verdade, razoável; que tem o caráter da justeza e da razão.

E tem muito mais, tudo a favor do Justus. É do que precisamos agora, de um presidente-adjetivo. Pense que poderia ser pior, que poderia ser Roberto Belo ou Roberto Lindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 4 =