Lavajatismo juramentado

Quanto mais Gilmar Mendes denunciava o adesismo da imprensa lavajatista ontem no Roda Viva, mais os jornalistas da bancada assumiam o lavajatismo.
Mendes atacava, eles esperneavam e tentavam emparedar o ex-aliado, sempre na tentativa de mostrá-lo como traidor dos justiceiros de Curitiba.
O lavajatismo militante, assim definido pelo próprio entrevistado, era fortalecido e escancarado durante o andamento do programa.
Tanto que o nome de Sergio Moro só foi abordado no último bloco e com muita timidez, quase com pedido de desculpas.
Foi mais um episódio revelador do caráter da imprensa golpista, que só não virou bolsonarista porque se desentendeu com Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 2 =