LULA E DILMA

Não há uma sacola, uma bolsa, uma pochete com dinheiro nas tramas montadas para enquadrar Lula e Dilma. Nunca acharam malas, nunca grampearam telefonemas sobre negociações com propinas e nunca localizaram dinheiro no Exterior.

Nunca um delator disse em detalhes que participou de jantares, com Lula ou com Dilma, para acertar propinas. Nunca Lula ou Dilma ameaçaram matar parentes usados como mulas para buscar malas de dinheiro.

Não há um registro de conversas em que Lula ou Dilma tenham dito a um empreiteiro mafioso que o mafioso deveria manter um cúmplice em silêncio com mesadas.

Nunca uma autoridade Suíça encaminhou informações ao Brasil sobre contas secretas de Lula ou Dilma. Nenhum militante ou tesoureiro do PT (e vários foram presos) foi pego com malas com R$ 51 milhões num apartamento.

Tentaram achar a Fiat Elba de Dilma. Não encontraram nada. Ficaram admirando sua bicicleta, em busca de algum vestígio comprometedor. Nada. Quantos devem ter tentado plantar contas de Lula e Dilma no Exterior, sem sucesso.

Não há contra Lula e Dilma nenhum indício de nada que envolva dinheiro. Nada. Há a conversa fiada de Joesley Batista de que movimentava uma conta na Suíça em nome dos dois, como se cuidasse da poupança de incapazes.

É a fantasia de um delator sem provas, para que se diga que há pelo menos algo envolvendo dinheiro contra os dois. Não há dinheiro nos casos de Lula e Dilma. Não há nada contra Dilma.

Contra Lula, há as histórias do tríplex e do sítio de Atibaia. Com os R$ 10 milhões que ganharam de Marcelo Odebrecht, no famoso jantar de maio de 2014 no Palácio do Jaburu, o jaburu-da-mala e Padilha, beneficiados pela propina, segundo o próprio Marcelo, poderiam comprar 10 apartamentos tríplex e 10 sítios. E receberiam troco.

Esse é o drama do serviço incompleto dos golpistas e da Lava-Jato. Eles nunca conseguiram chegar a nada envolvendo dinheiro contra Lula e Dilma. Se existisse, eles encontrariam.

Como encontraram, inclusive fora da Lava-Jato, com Serra, com Aécio e com o jaburu. Malas aqui e contas na Suíça (só localizadas porque foram denunciadas pelos próprios suíços).

Todos os donos das contas, das malas e das mulas estão imunes e impunes. Mas Dilma foi condenada politicamente a perder o mandato, sem ter cometido nenhum crime, e Lula está sob a ameça de ser preso por causa do tríplex.

O Brasil da direita impune desmoralizou uma máxima do mundo do crime, segundo a qual os criminosos são localizados, identificados e denunciados pelos rastros do dinheiro. Sigam o caminho do dinheiro, dizem os investigadores.

Aqui, as provas dos rastros do dinheiro, das malas e das mulas não servem pra nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 6 =