Malafaia é cruel porque seu rebanho pensa e defende o que ele diz

Uma pergunta que nem sempre circula como deveria no Brasil, porque é incômoda e mexe com medos e omissões: é possível que tenhamos chegado a um estágio de degradação moral sem antecedentes no país?

Como complemento, podemos perguntar: em algum outro momento da História essa degradação esteve tão associada ao ativismo religioso como agora?

E mais esta: em outros tempos, até poucas décadas atrás, um líder religioso seria capaz de dizer publicamente que mulheres mentem que foram estupradas para assim poderem abortar?

O bolsonarista Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. disse em vídeo na internet, com essa fala transcrita abaixo:

“Escute: estava na lei que uma mulher que sofre um estupro tem que ir na delegacia, fazer um registro, denunciar o estuprador, para o médico fazer o aborto. O que a esquerda fez? Retirou isso para proteger o estuprador. E qual a desculpa? É para a mulher chegar diante do médico e mentir. É só ela dizer: fui estuprada. Pronto, se faz o aborto”.

Por que Malafaia cometeu mais essa crueldade com mulheres violentadas, sabendo que a maioria das vítimas de violência sexual é de crianças de até 14 anos?

Disse porque a base dele, as ovelhas da sua Igreja, sustentam o que ele diz. Porque a base neopentecostal pensa o que Malafaia verbaliza, ou Malafaia não existiria ou seria excomungado.

A base religiosa dá lastro ao fascismo no Brasil. A base da extrema direita é religiosa, mas não só evangélica. É também católica, com a ascensão do bolsonarismo em todas as igrejas em que o ultraconservadorismo prevalece.

Igrejas conservadoras, que até anos atrás eram apenas reacionárias, hoje são assumidamente engajadas a práticas fascistas. Inclusive parte da Igreja de Francisco. E quase todas seguem líderes neopentecostais defensores de ideias e ações como as defendidas por Malafaia.

A próxima pergunta é essa: por que não acontece nada com esses líderes sempre sob investigação por delitos variados? Porque o poder religioso está combinado com o poder econômico que enriqueceu pregadores do ódio também racistas, homofóbos e misóginos.

Malafaia continuará dizendo o que pensa, mesmo que submetido a investigações intermináveis em torno de lavagem de dinheiro, porque tem rebanho e poder econômico. É assim que funciona. O sistema de Justiça teme Malafaia.

4 thoughts on “Malafaia é cruel porque seu rebanho pensa e defende o que ele diz

  1. Mas já existiam pastores até mesmo piores do que eles, ao menos nos EUA. Bom exemplo disso é o pastor FICTÍCIO que é o principal vilão da clássica HQ “Deus Ama o Homem Mata. De algum lugar tinha a sua inspiração.

  2. Q lula não ache q conseguirá cativar evangélic@s neopentecs e católic@s reaças, mesmo concedendo bilhões de reais em renúncias fiscais para igrejas e templos: é ficar malhando em ferro frio.

    Está na hora de olhar para a população de maneira mais laica, dando mais atenção (ou seja, incluindo no orçamento) aos movimentos sociais, indígenas, quilombolas e ribeirinhos. Ainda dá tempo.

  3. Esses lideres evanjegues fazem
    Tudo isso, justamente por que
    Deram corda para eles.
    Agora eles rolam de faceiros.
    Ninguem os enfrenta.
    Tá na hora do murro na mesa.

  4. A retirada da exigência de Boletim de Ocorrência por parte da “suposta” vítima de estupro, na realidade provocou uma onda de declarações de FALSOS ESTUPROS (exceto os casos de menores de 14 anos, em que o estupro é presumido). É inegável o fato de que adolescentes acima de 15 anos de idade e mulheres adultas podem abortar no sistema público ou privado de saúde, bastando DECLARAr ao médico que foi estuprada, mesmo que não tenha ocorrido estupro NENHUM. E todo mundo sabe disso. Não queiramos tapar o sol com a peneira. P.S Sou católico e não tenho nada a ver com igrejas de outras denominações CRISTÃS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 3 =