MIGUEL ÁNGEL TEM UM FILHO

Todos os anos, nessa época, o jornal argentino Página 12 faz o que um dia o jornalismo brasileiro aprenderá a fazer: publica, por vários dias, fotos e mensagens escritas por familiares e amigos de desaparecidos políticos na ditadura.

É um espaço dedicado a declarações de afeto e de amor e das mais variadas formas de recordar.

Entre as fotos publicadas esses dias, no meio de cartas, poemas e outras lembranças, está essa de Miguel Ángel Spinella. A mensagem diz apenas: tem um filho.

Os argentinos mantêm viva a memória do horror, para que preservem também a memória dos seus mortos e desaparecidos.

Preservar a memória é mais do que prestar homenagens. É celebrar os que lutaram e é também manter-se em alerta no combate permanente contra o fascismo.

Preservar a memória é estar sempre atento. É pegar pela mão os jovens que precisam saber de coisas terríveis que eles não viveram.

No Uruguai, sempre no dia 20 de março, há 25 anos, familiares e amigos de desaparecidos políticos saem às ruas com retratos dos seus mortos que lutaram contra os ditadores.

É a Marcha do Silêncio, que teve outros formatos em 2020 e este ano por causa da pandemia. O Brasil tem raros eventos semelhantes, raríssimos.

Nós esquecemos tanto o que vivemos sob a ditadura que aqui o maior de todos os torturadores é elogiado pelo presidente da República. E não acontece nada. Na Argentina e no Uruguai é diferente.

A lembrança pode ser apenas uma frase com um sujeito, um verbo e um predicado. Assim: Miguel Ángel Spinella tem um filho. Foi preso e desapareceu em 1978 aos 25 anos.

Mas está na capa do jornal. Está nas ruas. Na memória dos vivos que guardam a memória dos mortos.

Os links para o Página 12 e para a história do estudante assassinado pelos militares estão logo abaixo:

https://www.pagina12.com.ar/368134-jose-antonio-brizuela-eugenio-osvaldo-de-cristofaro-miguel-f?fbclid=IwAR2S0lYhWrIsbJKMRkoMyv6RbJ577uHPapBqFrYHx3yMVjzek5xRZYNKUN4

https://vamosporlaliberacion.org/crpmlm/miguel-angel-spinella-presente/?fbclid=IwAR2QAIRdtZXVLfKezq-zbXCY_e8AbYFr8xu53td3sxGslVbraPCtvZ8H4rc

One thought on “MIGUEL ÁNGEL TEM UM FILHO

  1. A sociedade civil e a justiça ARGENTINAS têm ido com tudo pra cima dos militares que produziram mortes nas masmorras e nas Malvinas. A impressão que tenho é que no Brasil a transição foi uma concessão dos militares, que se mantiveram de tocaia até o golpe de 2016, produzindo, desde a anistia política, aberrações que hoje comandam o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 2 =