MORO FOI EXPULSO DA COZINHA DE BOLSONARO

O Brasil precisa saber logo se Bolsonaro tem o respaldo do seu ministro da Justiça para desafiar as normas legais adotadas pelos governadores, nos esforços para conter a pandemia.
Sergio Moro avalizou a afronta às decisões tomadas pelos Estados, que têm o respaldo do Supremo?
O Brasil ainda atordoado pela fala de Bolsonaro precisa saber qual é a posição do ex-juiz, que tem posição formada sobre tudo.
O ex-chefe da Lava-Jato, defensor das leis para todos, concorda que Bolsonaro estimule a desobediência às restrições legais baixadas pelos governadores?
Moro fala logo ou admite pelo silêncio que não interfere em mais nada da sua área e que deixou de ser ouvido pelo núcleo miliciano do governo.
Esse núcleo se refugiou na cozinha, longe dos militares, para escrever o discurso de ontem à noite. O eixo central do texto, de péssima qualidade, é o desafio à autonomia e ao poder de legislar dos governadores e dos prefeitos.
Essa foi a mensagem de Bolsonaro à sua base manipulada pela desinformação: os governadores não têm o direito de desafiar minhas ordens, por mais absurdas que sejam.
Sergio Moro ficou mesmo de fora da articulação do ataque? Se ficou e se não concorda com a afronta, deve pedir pra sair. Bolsonaro desmoralizou Sergio Moro.
O candidato a ministro do Supremo pode ter sido substituído em questões jurídicas bolsonarianas pelo veterinário Onyx Lorenzoni.

One thought on “MORO FOI EXPULSO DA COZINHA DE BOLSONARO

  1. Moro deve estar preocupado. No ritmo que vai, Bolsonaro pode ser apeado do Planalto antes de PREMIÁ-lo, pela segunda vez, agora com uma vaga no STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 2 =