NOITES DE FESTA E HORROR

Na mesma noite em que Sergio Moro era ovacionado no show de Roberto Carlos em Curitiba, horas depois a polícia massacrava moradores da favela de Paraisópolis em São Paulo.
A Alemanha tomada pelo nazismo teve muitas noites semelhantes, com a mesma cumplicidade das elites, da classe média recalcada, decadente e racista, da polícia e dos políticos de uma extrema direita muitas vezes disfarçada de liberal.
(Hoje à tarde, o narrador Cleber Machado disse na Globo, na transmissão de Palmeiras x Flamengo, que as nove pessoas morreram “durante a dispersão de um baile funk”…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 9 =