O AÉCIO DOS PAMPAS

Um tucano das antigas diz o que os gaúchos já sabiam de Eduardo Leite. Leiam o que diz o senador e ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio, que também participa das prévias do PSDB:

“Leite vem com história, bota dificuldade (para a realização das prévias). Ele se transformou em uma pessoa mimada. Ele quer levar (a decisão sobre o candidato do partido) para uma convenção para fazer uma maioria fácil. Quer excluir o povo do processo decisório. Botar para fevereiro é querer misturar prévia com convenção partidária. Aí a direção diz que é melhor não fazer, faz uma convenção. Frustra as prévias, desmoraliza o partido. Ele acha que ganha assim. Ele é mentiroso, ele disse que queria em fevereiro, e agora já diz que não. Esse cara é completamente analfabeto político, completamente. É uma clara resposta à aproximação dele ao Aécio Neves, que não bota cara, não vai a lugar algum, e ao mesmo tempo fica dando ordens para os acólitos dele. Aécio não vai a qualquer lugar com aglomeração. Como seria recebido? Com vaia. Foi vaiado na convenção do PSDB de 2018”.

Agora leiam o que o jornalista Lauro Jardim publicou em outubro, no Globo, sobre a relação de Leite com Aécio, que de repente, por ser inimigo de Doria, virou seu tutor político.

O título do artigo é “Quem te viu e quem te vê”. Esse é o texto de Jardim, na íntegra:

“Quem de te viu e quem te vê

Agora há pouco no debate que O GLOBO e o “Valor” estão promovendo com os pré-candidatos do PSDB à Presidência da República, Eduardo Leite justificou o apoio que está recebendo de Aécio Neves (que até subiu em seu palanque em Minas Gerais, dias atrás) com a clássica explicação de que o ex-governador mineiro não foi condenado a nada.
E que tem o direito de defender-se das acusações etc. Beleza.
Muito diferente do Eduardo Leite que, em outubro de 2019, numa entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, se disse frustrado por Aécio não ter sido ejetado do PSDB. Fala Leite:

— Me senti frustrado. O partido se desconectou dos sentimentos das ruas na medida em que seu processo de gestão interna está desconectado da demanda popular, que é por conduta moral e ética, transparente, lisa. Não defendo a expulsão sumária, mas que se abra um processo na comissão de ética. Alguns defendem que não podemos julgar no partido se não há um julgamento do Judiciário. Isso não tem nada a ver uma coisa com a outra. Não estamos julgando se cometeu crime ou não. Estamos julgando a conduta do filiado, se está condizente com o partido que queremos. Há na gravação de Aécio com Joesley um pedido de recursos a um empresário que notadamente era beneficiário de programas federais sob suspeita de favorecimentos. Isso merece discussão. Se essa situação não pode ser discutida na comissão de ética do partido, qual situação que poderá ser discutida? Esse é um recado muito ruim”.

E continua Lauro Jardim:

“Se vencer as prévias do PSDB, Leite vai ter que carregar nas costas, além do apoio a Jair Bolsonaro em 2018, esse agora de Aécio, um morto-vivo da política nacional, mas ainda com força dentro do tucanato. Haja malabarismo”.

Em uma das tantas entrevistas sobre as prévias, Arthur Virgílio também disse:

“Eu considero o PSDB um caminhão de maçãs boas, mas tem uma que está estragando as outras: Aécio Neves”.

E Aécio é quem orienta Leite. Alguém já disse, numa boa definição do
tucano gaúcho, que ele parece o boneco do ventríloquo.

Mas hoje em dia ninguém mais sabe o que é um ventríloquo. Aécio sabe.

(A foto acima, de Leite com Aécio, é de um vídeo da campanha de 2012, quando o tucano era candidato a prefeito de Pelotas. Não existe uma foto dos dois juntos hoje. Aécio, como diz Virgílio, fica nas sombras e nos cantinhos. É o chefe de uma facção, mas não pode aparecer nem dentro do partido.)

2 thoughts on “O AÉCIO DOS PAMPAS

  1. Pena que não se pode fazer um encurtamento de mandato, mas acho que ele deveria pedir pra sair. Faz feio para ele para os gaúchos, quanto mais tempo fica no cargo, maior a chance de se desgastar mais e se ele quer continuar como político, deveria fazer melhores escolhas. Se aliar ao Aécio e Bozo é o supra sumo da ingenuidade política e sendo ingênuo, como pode defender os interesses dos gaúchos? Como pode governar?
    Não faz muito saiu do armário, mas não foi aceito pela comunidade por não defender os interesses dos LGBT, também se queimou com o típico gaúcho “macho”. Já sabe que não se reelege mais aqui, só resta mesmo concorrer a presidente ou entrar para o ostracismo político acompanhado dos amigos Aécio e Bozo ou seguir com uma vida civil medíocre pelo fato de poder ter sido e ter conspirado contra sí próprio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


6 + 9 =