O capanga

Um capanga de Sérgio Camargo Nascimento, o jornalista racista nomeado para a Fundação Palmares, ameaçou meio mundo de processo por dano moral.
O capanga dizia aqui na internet que Nascimento, descendente de escravos, não podia ser chamado de racista por defender o fim do movimento negro e dizer que a escravidão foi boa para os negros.
Imaginem ser processado por um racista. Pois a Justiça determinou que a nomeação dele seja suspensa. O juiz Emanuel José Matias Guerra, da 18ª Vara Federal do Ceará, acatou ação popular para que um racista não ocupe o cargo de uma fundação criada para defender o negro, a diversidade e as liberdades.
Mais adiante, um juiz bolsonarista irá derrubar a liminar, se é que já não derrubaram. O que importa é que um juiz já reconheceu que um racista não pode ocupar esse cargo.
Que Nascimento vá defender suas posições com os amigos do governo de Bolsonaro, e não dentro de uma fundação pública. Negros, pardos, brancos, amarelos, todos rejeitam sua presença na Palmares. Os que o aceitam, que criem uma fundação pra ele, ou o abriguem num aparelho do bolsonarismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 3 =