O cara inconsistente

O Ministério da Educação não identificou erros, mas “inconsistências” nas correções das provas do Enem.
Ora, direis, inconsistências. Foram (vamos usar a definição certa) cagadas graves, que prejudicam mais de 30 mil estudantes.
Abraham Weintraub fez os técnicos do MEC tremerem quando falou a palavra.
Se fosse escrever, ele escreveria:
“Foram notadas Inconcistências nas corressões, que serão novamente corrijidas”.
Weintraub apavora o governo mais do que Roberto Alvim apavorava, porque Alvim é nazista mas não é analfabeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 2 =