O QUASE EX-BOLSONARISTA

É complicada a situação do sujeito que veio com Bolsonaro até aqui, resistiu aos questionamentos da mulher e das filhas, não deu o braço a torcer, tentou argumentar que não é bem assim, mas agora tenta saltar fora sem ficar mal com ele mesmo e com a turma dele.

Esse sujeito não quer ser visto como um fraco. Todos conhecemos um deles. Ele veio com Bolsonaro desde o golpe, mas sabe que chegou ao seu limite. O bolsonarista atormentado é o personagem da direita dessa eleição.

O homem que vem sendo consumido pelo próprio engano, ao engajar-se incondicionalmente a um incentivador de estupros, por achar que ele cumpriria bem a missão antiPT, deu-se conta de que é demais.

Que o custo desse engajamento e até de uma certa adoração é muito alto. Que os jornalistas fofos que o incentivaram a ser bolsonarista já caíram fora, porque nada é mais esperto do que um jornalista fofo.

Esse sujeito precisa de ajuda. As famílias devem procurar conversar com o pai ou o filho que pede socorro sem dizer nada.

Depois da eleição, esse bolsonarista arrependido (mas calado) poderá se transformar no tormento das famílias, se não for socorrido agora.

Ninguém aguentará, em casa, no trabalho, na vizinhança, o sujeito que apostou em Bolsonaro e se arrependeu, mas não a ponto de admitir para a família, os colegas e os amigos. E muito menos publicamente.

Esse homem bolsonarista em dúvida ficará completamente desorientado depois da eleição.

E o bolsonarista convicto, que irá até o fim? Esse é outro departamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 9 =