O GESTOR GAÚCHO E AS ARMAS

A liberação de armas, principalmente fuzis, não é consenso nem entre políticos da direita alinhados com Bolsonaro.
Agora pela manhã, governadores de 13 Estados divulgaram um manifesto dirigido ao governo, ao Congresso e ao Supremo contra o decreto das armas.
Pedem a revogação imediata da liberação, porque temem o aumento da violência e da criminalidade.
Os governadores destes Estados assinam o documento: Maranhão, Piauí, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Espírito Santo, Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Amapá, Amazonas, Tocantins e mais o Distrito Federal.
Até Helder Barbalho, do Pará, e Ibaneis Rocha, bolsonarista do Distrito Federal, assinaram o documento que li agora.
E o Rio Grande do Sul? O gestor gaúcho ficou quieto. Ele está acomodado ao lado dos governadores liberais de São Paulo, Minas, Goiás, Rio, Santa Catarina e Paraná, que não se queixam de nada do que Bolsonaro faz.
É de se perguntar também se o governador gaúcho decidiu não assinar o manifesto contra as armas porque a Taurus é daqui e está pronta para entregar 2 mil fuzis já encomendados por cidadãos do bem.
Esse é o gestor que se elegeu, com seu discurso tucano-fofo-rococó, com o voto de boa parte das esquerdas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 9 =