O GOLPE, OS MACHOS E AS MULHERES

Esta senhora da foto, para quem não conhece ou não se lembra, é a socióloga Eleonora Menicucci, ministra da secretaria de Políticas para Mulheres no governo Dilma Rousseff. Ouvi o que ela disse hoje no encontro Elas por Elas, organizado pelas mulheres do PT, sob a coordenação de Misiara Oliveira.
A sala estava lotada, com 300 mulheres, no Hotel Everest, e meia dúzia de homens. Estávamos lá eu, os deputados Tarcísio Zimmermann e Adão Villaverde, o vereador Marcelo Sgarbossa e mais meia dúzia de machos curiosos.
Eleonora não poupou os homens. O golpe foi machista. Os homens continuam machistas em toda parte, inclusive em casa (incluindo, claro, os de esquerda). O Congresso é machista.
Outras mulheres discursaram, entre as quais a deputada Maria do Rosário, para reafirmar que Dilma Rousseff foi derrubada por machos inseguros e frustrados que também odeiam pobres e negros.
Fiquei impressionado com a qualidade e o vigor dos discursos das pré-candidatas do PT à Câmara e à Assembleia. Todas atacaram defensores e defensoras da república do relho. A força das mulheres puxa a revitalização do partido.
Miguel Rossetto estava lá e prometeu um governo lilás. Foi o único homem a falar.
(No ano passado, Eleonora Menicucci sofreu um ataque de Alexandre Frota na Justiça. A socióloga criticou o sujeito por ter feito a apologia do estupro numa entrevista, e este pediu R$ 10 de indenização. Ganhou na primeira instância e perdeu na segunda. Com um detalhe: quem acolheu a queixa do indivíduo e condenou Eleonora por danos morais foi uma juíza chamada Juliana Nobre Correa.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 2 =