O IMBECIL DA ERA DA LAVA-JATO

O macho que foi a Moscou para tentar debochar das mulheres russas é um aparentado do homem do relho. Todos têm uma conexão entre si e se consideram imunes a qualquer abordagem da lei, mesmo na Rússia.
Eles não são babacas fazendo bobagens porque não pensaram nas consequências. São, ao contrário, sujeitos que pensam no que fazem e se consideram inalcançáveis por qualquer consequência.
Os imbecis dos vídeos de Moscou são os empoderados pela inspiração da Lava-Jato. A direita arcaica, nas suas manifestações diversas, tudo pode, inclusive na Copa e em qualquer parte do mundo.
Os idiotas de Moscou, que certos jornalistas fofos consideram apenas rapazes mal-educados e inconsequentes, são parte do contexto do golpe, da perseguição às esquerdas, do encarceramento de Lula e do aparelhamento das instituições.
O babaca de Moscou se acha protegido pelo golpe e seus desdobramentos, porque o golpe é consequência do seu apoio. O golpe lhe deve favores.
Aqui ele não é “apenas” machista, é um fascista fantasiado de verde-amarelo. Lá ele se apresenta como um engraçadinho.
O bobalhão dos vídeos se acha dono de tudo, inclusive em Moscou. Dono da piada, das grosserias, do machismo e das mulheres russas.
O imbecil brasileiro de direita foi aperfeiçoado pelo golpe, que o estimula a ir em frente. Ele mesmo é um golpista a passeio, que talvez nem veja os jogos.
Ele quer fuzarca e exibicionismo. O imbecil dos vídeos quer dizer que foi a Moscou só para azarar e que mesmo lá nada de errado acontecerá com ele. A soberba do fascista se manifesta onde ele estiver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 9 =