O JORNALISMO DESAFIADO

Alguém conhece algum incendiário da Amazônia que tenha sido identificado e preso? Até agora, os jovens brigadistas de Alter do Chão, que defendem a floresta, são os únicos indiciados, porque contrariam e denunciam os interesses de latifundiários, grileiros e exterminadores de índios.
Os incendiários do prédio da produtora do Porta dos Fundos também ficarão soltos e impunes?
Qual jornal da grande imprensa vai enfrentar, com suas vastas equipes de repórteres investigativos, as milícias do bolsonarismo?
É a hora da verdade para o jornalismo investigativo dos grandes jornais. Terão de provar que não descobrem apenas rolos de vereadores com viagens de turismo e clínicas de médicos aborteiros.
A ditadura pôs à prova (e em algum momento perdeu) a adesão e a resignação da grande imprensa, depois de longo período de apoio ao golpe. O bolsonarismo testa há um ano a alienação dos jornais.
A grande imprensa, que ajudou a derrubar Dilma, acabou inventando Bolsonaro e Sergio Moro. É o momento de provar que pretende se livrar das criaturas.
Até agora, quem detém o controle da situação são os incendiários, os milicianos e Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 7 =