O JORNALISMO INVESTIGATIVO PRECISA DESCOBRIR TUDO SOBRE A PROMOÇÃO DA JUÍZA

A juíza catarinense Joana Ribeiro Zimmer, do caso da criança estuprada, informou agora ao Jornal Hoje, da Globo, que não tratará mais do processo porque foi promovida.

Cumpriu-se o que muita gente tratava com ironia. É a realidade.

A juíza diz ter sido promovida antes do episódio das crueldades da Justiça contra a menina de 11 anos.

Promoveram a juíza e fizeram a remoção para outro cargo logo agora? Tiraram a juíza do cenário?

O jornalismo investigativo precisa nos informar o que aconteceu.

……………………………………………………..

O que acontecerá com a juíza, agora que se sabe que até promovida tinha sido?

O mesmo que acontece com juízes que, em situações aparentemente absurdas, comportam-se como bandidos (não são poucos) e como aliados de bandidos.

Que encarceram inimigos políticos e vão depois trabalhar para governos fascistas.

Que favorecem grandes sonegadores reincidentes em suas decisões.

Que prendem negros e pobres porque eles foram ‘reconhecidos’ em fotografias por serem negros e pobres.

Que encarceram mulheres famintas que furtam pacotes de massa Miojo.

Que orientam as ações do Ministério Público como se fossem chefes de promotores.

Que trabalham descaradamente para facções políticas.
Que viajam em jatinhos de advogados.

Não vai acontecer nada. Nada. Nada.

4 thoughts on “O JORNALISMO INVESTIGATIVO PRECISA DESCOBRIR TUDO SOBRE A PROMOÇÃO DA JUÍZA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 1 =