O LAUDO E O RISCO DE FRAUDE

Bolsonaro terá de apresentar o famoso laudo, para que se cumpra nova ordem da Justiça. Deram mais 48 horas para Bolsonaro.

O homem já andou dizendo que talvez tenha sido infectado. É uma senha, pode ser uma desculpa.

Pode finalmente aparecer o laudo com o teste positivo? Bolsonaro andou por aí infectado e infectando, sabendo que tinha a doença?

Alguém deve ter recebido a missão de resolver a história do laudo. A gincana deve estar tensa em Brasília.

Quem imagina, diante de tanta barreira para divulgar o teste, que um novo laudo pode ser produzido?

Sim, eu imagino que possa estar em andamento uma tentativa de fraude, ou tudo já teria sido resolvido. O que não quer dizer que a fraude vá se consumar, porque dependeria da cumplicidade de muita gente.

Por que eu deveria a acreditar na lisura de um governo que tem dentro do palácio do Planalto, sob o comando dos filhos do presidente, um esquema industrial de produção de notícias falsas?

Quem recorreu à Justiça e pediu o laudo foi o Estadão. Só faltava Bolsonaro ser derrubado pelo Estadão.

___________________________________________________________________

MANDETTA E MORAES
As desorientadas esquerdas brasileiras não aprenderam as lições dos velhos comunistas.

Vendo Alexandre de Moraes bater com força no Bolsobaro, no Jornal Nacional, eu me atrevo a dizer o seguinte.

Dez Martas Suplicys não valem hoje um Mandetta e um Moraes, no jogo da política contra o fascismo.

Marta Suplicy não vale um coronavírus usado por um Bolsonaro assintomático e passado adiante para o Augusto Heleno.

Mas alguns acham que tem voto e que é isso que importa.

(Não precisa dizer que Mandetta é um novo coronel do Cerrado. Todo mundo sabe. O que importa é o estrago que fez no bolsonarismo.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 7 =