O LOBISTA DO PIXULÉ PODE SER PRESO

Fábio Wajngarten pode sair preso da CPI do Genocídio. O presidente da CPI, Omar Aziz, avisou agora que pode tomar “alguma medida mais radical”, se Wajngarten continuar mentindo.

Wajngarten, um cara muito esperto, disse na CPI que não sabe o que é pixulé.

E que por isso não sabe, ao responder a uma pergunta de Renan Calheiros, que Eduardo Pazuello insinuava que ele, Fábio Wajngarten, era lobista de laboratórios e tentava pegar algum pixulé vendendo alguma coisa.

Seria a vacina da Pfizer? Qual era a mercadoria que o sujeito vendia? Bolsonaro sabia que seu chefe de Comunicação pedia pixulé? De quanto?

Ficou claro no depoimento que Wajngarten era lobista da Pfizer. A sessão foi suspensa, para que os advogados do sujeito sejam alertados pelo presidente da CPI, Omar Aziz: se continuar enrolando, sai preso.

A sessão foi retomada com uma advertência do presidente da CPI: ou ele diz a verdade ou será mandado embora e reconvocado não mais como testemunha, mas como investigado.

Aziz disse que “ninguém é imbecil aqui” e já advertiu o sujeito com um conselho de raposão da política: você pode ser abandonado por Bolsonaro e pelos filhos de Bolsonaro e ser entregue aos leões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 5 =