O MESÃO DO MANDETTA

Luiz Henrique Mandetta foi favorecido pela arapuca de Bolsonaro porque agora pode ser comparado ao vivo.

Na coletivas com outros ministros, ele já apareceu duas vezes no mesão ao lado de Sergio Moro, uma figura insegura, que parece estar sempre se defendendo e se explicando.

Teremos um Mandetta assertivo, impositivo, cada vez mais dono da situação, ao lado de Moro se esganiçando e revirando os olhos, divulgando fake news sobre perigosos bandidos soltos por decisão da Justiça.

No outro extremo, Paulo Guedes mostra no rosto que está depressivo e sem saber o que faz.

O mesão da coletiva foi o presente de Bolsonaro para Mandetta. Ninguém mais segura Mandetta.

JUREMIR ESTÁ BEM
O jornalista Juremir Machado da Silva está bem. Conversamos ontem pelo Whats. Mandou dizer que está quase pronto para a nossa caminhada com amigos, todos abraçados e bêbados (menos ele), pela Osvaldo Aranha às 3h da madrugada.
Será assim que iremos comemorar o fim da pandemia.
O Juremir é o único brasileiro internado em quarentena por causa do coronavírus (no Hospital da PUC, em Porto Alegre) que recebe mensagens de Paris, com desejos de pronto restabelecimento, assinadas por Michel Maffesoli.
(Nâo foi ele que me contou, mas fiquei sabendo.)

O RESPIRADOR E A BAZUCA
Os americanos produziram metralhadoras, tanques, aviões, helicópteros, bazucas, granadas, lançadores de foguetes, todos os tipos de gases venenosos e bombas atômicas para a Segunda Guerra.
Na primeira metade do século passado. Tudo em tempo recorde. Mas não conseguem produzir respiradores mecânicos e compram tudo o que existe no mercado… da China.

MENSAGEM AO GARCIA
Por que Alexandre Garcia não integra a equipe da CNN Brasil, se é amigo de William Waack e pensam quase a mesma coisa sobre qualquer coisa?

E SE FOSSE ELE?

Deixem o Mandetta trabalhar. Imaginem se o ministro da Saúde fosse o Abraham Weintraub.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 5 =