O PAPA E O SONEGADOR

Luciano Hang, o véio da Havan, atacou o papa porque Francisco enviou uma carta a Lula.
Deve ser por ciúme. O véio só recebeu cartas importantes enviadas pelo Ministério Público para que pagasse pelo menos R$ 10 milhões por sonegação.
Sonegou, o governo não foi pra cima do véio e o delito prescreveu, como sempre prescreve quando o envolvido é da direita, o que não quer dizer que não sonegou (ó exemplo clássico é o dos tucanos, que escapam sempre por causa da prescrição).
Hang já tentou retirar da internet uma reportagem do jornalista Flávio Ilha, publicada pelo Extra Classe, que o denuncia como sonegador (Havan: expansão com dinheiro público e sonegação, de 6 de fevereiro de 2018).
A Justiça refugou o pedido de censura do bolsonarista e também uma tentativa de reparação por dano moral.
O Extra Classe reafirmou: Luciano Hang recebeu empréstimos do BNDES e já foi denunciado pelo MP por sonegação e outras fraudes. O estranho é que as ações contra o sujeito gostam das gavetas do Judiciário.
Francisco deve estar muito preocupado com o véio sonegador da Havan, que enfrenta outras broncas com o Ministério Público. Em um dos processos ele é acusado de coagir funcionários a votarem em Bolsonaro.

(Abaixo, o link da reportagem sobre a tentativa do dono da Havan de censurar e tirar dinheiro do Extra Classe. E mais abaixo o link para a reportagem que ele tentou tirar da internet.)

https://www.extraclasse.org.br/justica/2019/05/justica-nega-apelacao-de-dono-da-havan-contra-o-extra-classe/

https://www.extraclasse.org.br/economia/2018/02/havan-expandiu-atividades-com-dinheiro-publico/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 7 =