O presidente que não sabe

Será que podemos ir dormir tranquilos? Em apenas um dia, o presidente que está há quatro dias no poder foi desmentido três vezes por seus assessores.

Disse que proporia idades mínimas para aposentadoria de mulheres e homens com números diferentes dos debatidos há meses no Congresso. Foi desmentido.

Anunciou que aumentaria o Imposto sobre Operações Financeiras, o IOF. Foi desmentido.

Disse que reduziria a alíquota máxima do Imposto de Renda de 27,5% para 25%. Foi desmentido.

A única coisa que o presidente disse e que não foi desmentida é que Deus está acima de tudo.

Na sexta-feria, Bolsonaro esteve abaixo de Deus, de Onyx, de Paulo Guedes e do chefe da Receita. Nunca antes os subalternos desmentiram tanto um presidente da República.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 7 =