O quartel da Fiesp

Paulo Skaf, bolsonarista juramentado, presidente da Fiesp, confirmou em artigo na Folha esta semana a acusação de ex-dirigentes da entidade, que apontam para a militarização da mais importante organização empresarial do país.
Skaf escreve, como se dissesse uma banalidade: “Temos em nosso quadro quatro oficiais de alta patente da reserva em postos de confiança”.
Que postos? Por que militares de alta patente numa entidade civil?
A Fiesp elogia tudo que Bolsonaro faz e decidiu apoiar a criação das escolas militares.
Skaf deve explicações aos líderes que o antecederam e aos empresários que contestam a adesão da entidade à extrema direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 7 =