Os cronistas do golpe e das araras

Seu Mércio me contou ontem, na rótula da Serraria, que alguns cronistas do golpe desistiram de falar de política e agora se dedicam a comentar a vida das araras, das moças na praia e das celebridades.
O jornalismo sempre surpreende, me disse seu Mércio, depois de comprar duas melancias na Juca Batista. Comprei duas por 10 cruzeiros, me disse seu Mércio e largou sua gargalhada com eco.
Como tenho lido só os jornalistas golpistas que me fazem rir (o Reinaldo Azevedo é o melhor deles), fico sabendo dessas novidades por terceiros.
Seu Mércio me disse: o Gilmar Mendes viajando com o homem do Jaburu, as fundações ameaçadas no Estado, as chacinas, o desemprego aumentando, e os jornalistas que escreveram crônicas a favor do golpe agora só falam de banalidades.
Já não temos mais nem bons imitadores do Carlos Lacerda, disse seu Mércio, já andando, com as duas melancias debaixo do braço.

One thought on “Os cronistas do golpe e das araras

  1. Um desses é uma pobre mistura de nelson rodrigues, paulo francis e didi mocó. suas “análises” são rasas feito pires : compara boticelli e matisse, ignorando o mundo e as épocas em que viveram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


6 + 7 =