Os fabricantes de mentira

Se o jornalismo da grande imprensa estivesse vivo, sairia agora atrás da pauta mais óbvia dessa eleição.
É obrigação do bom jornalismo infiltrar repórteres em grupos de WhatsApp para ver como se disseminam as informações mentirosas na eleição. Infelizmente, não é tarefa para pequenos, é para jornais grandes, com estruturas e muita gente, para que a amostragem seja abrangente.
Mas como posso querer que o jornalismo da grande imprensa investigue algo que acontece contra o PT e a democracia, mesmo que isso seja criminoso, tenha a participação da máfia empresarial e a omissão da Justiça Eleitoral?
Como posso querer que a imprensa denuncie seus parceiros de golpe e que agora são também cúmplices na adesão (às vezes dissimulada) ao bolsonarismo?

One thought on “Os fabricantes de mentira

  1. De repente, o pessoal acordou até para a “facada” no Bolsonaro. Um a um, o pessoal da tal pensão onde o Adélio morava vai morrendo e o milicos vão por a culpa na esquerda.

    “Mortes na PENSÃO de ADÉLIO BISPO levantam suspeitas de ‘queima de arquivo'”
    https://disq.us/url?url=https%3A%2F%2Fwww.sociedademilitar.com.br%2Fwp%2F2018%2F10%2Fmortes-na-pensao-de-adelio-bispo-levantam-suspeitas-de-queima-de-arquivo.html%3AHvmB1j7Dh1g9nFenAJTXzK-sols&cuid=5378096

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 6 =