OS FISCAIS E O MINISTRO CONDENADO

O que se espera dos fiscais do Ibama que estão sendo perseguidos por Ricardo Salles? Que denunciem e reajam ao ministro que ameaça servidores para defender desmatadores.
E os que ocupam cargos de desconfiança, que façam o que fez o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Adalberto Eberhard.
Peçam pra sair e organizem a resistência fora do cercado de perseguição do ministério. Tem muita gente quieta que poderia estar falando.
Salles quer punir até os servidores do Ibama que não assistem suas palestras, que devem ser de uma chatice insuportável, além de depreciativas do trabalho dos próprios fiscais.
Os fiscais podem se rebelar e enquadrar o sujeito que, ao invés de defender o ambiente, age sempre em favor dos que derrubam florestas e perseguem índios.
Esse Salles está seguro demais de que domina a situação junto com a ministra defensora dos venenos.
Os fiscais devem se organizar e denunciá-los, ou estarão trabalhando contra o que são pagos para fazer. Fiscal é funcionário de carreira, servidor do Estado e não de governos.
Fujam das palestras do Salles. Não ouçam a conversa fiada de um cara já condenado pela Justiça por improbidade administrativa por dano ambiental em São Paulo em conluio com empresários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 7 =