PACHECO ACHA “NATURAL” A MILITARIZAÇÃO DO GOVERNO

Rodrigo Pacheco é o novo nome que Globo, Folha e Estadão apresentam como possível candidato da terceira via para enfrentar Lula, pois todos os outros, sem potência política, falharam até agora.

Pacheco (DEM-MG) engavetou a CPI do Genocídio, que só foi desengavetada por ordem do Supremo. O presidente do Senado não queria problemas com Bolsonaro e os militares.

Pois leiam o que o preferido da direita no momento acha da militarização do governo Bolsonaro, em entrevista a Bruno Boghossian e Renato Machado, na Folha:

“Com a eleição do presidente Bolsonaro, cuja convivência é com militares, é natural que a composição de seu governo se dê por militares”.

Um político considerado liberal, que ocupa a presidência do Senado e se apresenta como opção de “centro” ao próprio Bolsonaro, consegue ser mais cuidadoso com os militares do que todos os outros candidatos que se dizem centristas.

A pergunta é esta: como um líder civil em posição de destaque é capaz de achar, em meio às denúncias de envolvimento de uma dúzia de coronéis com os rolos das vacinas, que a presença de militares no governo é natural?

Pacheco consegue estar à direita de João Doria, Luiz Henrique Mandetta, Ciro Gomes, Eduardo Leite, João Amoedo, Sergio Moro (que está de novo em pré-campanha).

Essa declaração é uma tatuagem na testa de Pacheco, que terá de carregar a marca durante a campanha, se decidir mesmo concorrer.

Nem mesmo uma ressalva que fez logo adiante na entrevista atenua o que disse. Ao contrário, complica ainda mais sua posição militarista.

Pacheco disse, dentro da mesma resposta, como se quisesse remendar o que havia afirmado antes:

“A grande reflexão que fica é se os militares da ativa devem participar de governos ou não. E esta definição deve se dar ouvindo-se as Forças Armadas. Até porque tenho absoluta certeza, honradas como são, éticas como são, não querem ter esse contato permanente com a política”.

É uma posição desastrosa. A militarização é apenas mais grave com gente da ativa, mas mesmo com gente da reserva é militarização. A maioria dos ocupantes de cargos de chefia no governo é de oficiais da reserva.

E a definição da participação ou não de militares no governo, ao contrário do que diz Pacheco, deve se dar por decisão do poder civil, por deliberação política de quem tem representação para legislar.

Os militares não podem ter a prerrogativa de decidir se devem ou não participar e tampouco devem ser voz ativa na tomada dessa decisão.

A entrevista é um fracasso para quem pretende se apresentar como uma figura moderada num ambiente de extremismos de direita. Pacheco tentou fazer média com os militares.

Não é desse tipo de candidato que o conservadorismo precisa hoje como alternativa à extrema direita que o centro ajudou a eleger. Se for para escolher algo parecido, que fiquem com Bolsonaro.

___________________________________________________________________

ESTÁ EM CASA
Bolsonaro circula sem máscara pelos corredores do hospital Vila Nova Star, em São Paulo.

O sujeito entra até nos quartos de outros pacientes, sempre sem máscara.

E pode? Não poderia, mas a direção do hospital é frouxa e deixa Bolsonaro à vontade.

O hospital é premium, top dos tops, só para pacientes ricos, quase todos eleitores de Bolsonaro.

____________________________________________________________________

A CHARGE DE ANI


____________________________________________________________________

E A CLOROQUINA?
As facções dos vampiros civis e militares das vacinas colocaram no esquecimento as quadrilhas da cloroquina.

As facções das vacinas foram flagradas nos roubos e as pilantragens foram interrompidas.

Mas os esquemas bilionários da cloroquina seguiram em frente. As quadrilhas da cloroquina estão em festa.

____________________________________________________________________

O VÍDEO COM A PROVA DO CRIME
Quem gravou, em março, o vídeo em que Eduardo Pazuello anuncia, cercado pelos atravessadores de vacina, a compra de CoronaVac pelo triplo do preço cobrado pelo Butantã?

Por que gravar o vídeo e deixar a prova do que poderá configurar um crime? Onde estava esse vídeo, só agora divulgado pela Folha? Quem vazou o vídeo para a CPI do Genocídio?

Abaixo, o link para o video:

https://tvuol.uol.com.br/video/reuniao-de-empresarios-com-o-entao-ministro-da-saude-eduardo-pazuello-04024D9B376CD0C96326

2 thoughts on “PACHECO ACHA “NATURAL” A MILITARIZAÇÃO DO GOVERNO

  1. NÃO ADIANTARÁ NADA FAZER CAMPANHA MACIÇA PARA A CANDIDATURA DE LULA, SE A POPULAÇÃO CONTINUAR VOTANDO EM [email protected] DE PARTIDOS DO CENTRÃO. Estão aí LIRA e Pacheco para provar isso, além de maia e alcolumbre, no passado. QUE APOIO POLÍTICO SÓLIDO E PROGRAMÁTICO ELE TERIA, BUSCANDO ALIANÇAS COM PARTIDOS-VAMPIROS, que estão ajudando a passar a boiada das reformas e da venda do patrimônio público?

  2. Esqueçam mourão, Pachecos e o canalha serjumoro. Concentrem-se em Santos Cruz. Este deverá ser o candidato do Partido militar. As FFAA deverão dar um sumiço no Genocida

Deixe uma resposta para André Cipoli Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


8 + 9 =