PEGARAM MIGUEL PROENÇA

A Funarte foi criada pela ditadura, nos anos 70. Sempre cumpriu função importante, mesmo sob o regime militar. Muitos de seus dirigentes, mesmo naquela época, eram próximos das esquerdas.
Pois Bolsonaro vai destruí-la e adequar suas sobras à política da extrema direita. Bolsonaro vai fazer o que nem os ditadores e seus cúmplices fizeram.
O pianista Miguel Proença foi demitido hoje da presidência da fundação. A demissão foi assinada por Onyx Lorenzoni. O gaúcho Proença não se submeteu aos comandos bolsonaristas.
Seu substituto deve ser o diretor do Centro de Artes Cênicas da própria Funarte, o crítico-agressor de Fernanda Montenegro, o bolsonarista juramentado Roberto Alvim.
Uma notícia para os que ainda comemoram o tema da redação do Enem sobre o acesso ao cinema como possibilidade de debate sobre o futuro das artes…

O link do meu perfil no FacebooK:
https://www.facebook.com/profile.php?id=100012432570594

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 1 =