Réus dinâmicos

De Pedro Parente, alegre presidente da Petrobras (e confortável réu em processo sobre o estranho socorro aos bancos Bamerindus e Econômico durante o governo FH), ao comentar a redução de 3,2% no preço da gasolina:

– O mercado é dinâmico.

Aliás, ninguém mais fala desse processo (de 2002!!!), quando ele era chefe da Casa Civil, e tampouco de outro em que Parente também é réu (desde 2001!!!) e que envolve a Petrobras.

É uma ação movida por trabalhadores da estatal contra um negócio (troca de ativos da multinacional Repsol-YPF na Argentina por ativos brasileiros), que só os muito espertos entendem e que teria causado prejuízo de US$ 790 milhões na época. Parente era conselheiro da Petrobras.

Não há sítios luxuosos, pedalinhos, tríplex, nada disso envolvido nos processos, que andam a passo de tartaruga, enquanto Parente recupera a Petrobras a ponto de baixar os preços da gasolina.

Réus tucanos são muito dinâmicos.

 

 

One thought on “Réus dinâmicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 3 =