O APRENDIZ DE BOLSONARO A CAMINHO DO SACRIFÍCIO

Abraham Weintraub pode vir a ser o mandalete que não deu certo e que por isso mesmo corre o risco de ser sacrificado, tudo por causa do excesso de zelo com a missão recebida. Weintraub recebeu, naquela reunião do dia 22 de abril, a tarefa de animar a turma. Ele deveria falar com firmeza contra

NUNCA TESTARAM AS VALENTIAS (OU AS COVARDIAS?) DE WEINTRAUB

Até abril do ano passado, quando assumiu o Ministério da Educação, ninguém sabia quem era Abraham Weintraub. Hoje, sabe-se até que é um dos poucos brasileiros que podem definir, em uma roda de gente grande, os 11 ministros do Supremo como filhos da puta. Já se sabe também que ele é, ao mesmo tempo, covarde

O DISFARCE DO PROCESSO CONTRA WEINTRAUB

É uma bobagem o pedido de abertura de inquérito que a Procuradoria-Geral da República fez junto ao Supremo contra Abraham Weintraub. O Brasil precisa de processos contra os grandes crimes de Weintraub e Bolsonaro, e não contra as besteiras que cometem. O ministro da Educação analfabeto é acusado de racismo por ter debochado dos chineses

POR QUE OS ESTUDANTES NÃO CONSEGUEM DERRUBAR ESTE SUJEITO SEM PREDICADOS?

Abraham Weintraub conseguiu escrever um texto de algumas linhas no Twitter, em que ataca Reinaldo Azevedo, sem um erro de português. O estilo é único, inovador, revolucionário, atrevido, com a repetição de exclamações, sem o uso de vírgulas, o que dá uma surpreendente sonoridade ao texto. Weintraunb é o Joyce do bolsonarismo. Deliciem-se com a

O cara inconsistente

O Ministério da Educação não identificou erros, mas “inconsistências” nas correções das provas do Enem. Ora, direis, inconsistências. Foram (vamos usar a definição certa) cagadas graves, que prejudicam mais de 30 mil estudantes. Abraham Weintraub fez os técnicos do MEC tremerem quando falou a palavra. Se fosse escrever, ele escreveria: “Foram notadas Inconcistências nas corressões,

PASSARINHO, WEINTRAUB E OS ANALFABETOS DIPLOMADOS

Essa é uma história sobre educação que não tem personagens de esquerda e não trata de Paulo Freire nem de Darcy Ribeiro. O personagem é de direita, o ministro da Educação de Médici, de 1969 a 1974, o coronel Jarbas Gonçalves Passarinho. Um dia Passarinho foi a Alegrete prometer a criação da universidade que a

O IMPRESSIONISTA ANALFABETO CORRIGIU O CORRETOR

Fui apresentado esses dias, aqui na internet e por um amigo comum, a dois caras que passam o dia de tocaia à espera das bobagens de Bolsonaro, Sergio Moro, dos filhos de Bolsonaro e principalmente de Abraham Weintraub. Esses dois caras fazem parte de um grupo com ramificações por todo o Brasil. A tarefa deles

O JUSTICEIRO E O ANALFABETO

Esses dois são a representação do bolsonarismo que detesta leitura, informação e conhecimento. Acharam-se, finalmente, os mais iguais do governo da extrema direita. Sergio Moro, o ministro da Justiça justiceiro, que não sabe quais biografias já leu, e Abraham Weintraub, o ministro da Educação analfabeto, que escreve “imprecionante” em mensagem no Twitter. Os dois se