FRANCESES VÃO INVADIR A AMAZÔNIA

Surgiu uma explicação ‘racional’ para a obsessão de Bolsonaro com a defesa da invasão de terras indígenas por mineradoras. O Brasil precisa tomar conta da floresta antes da França. Os franceses estão prontos para se adonar da região. É o que alerta um relatório do Ministério da Defesa chamado “Cenários de Defesa 2040”, divulgado pela

BOIS E ARMAS

Uma notícia dos nossos tempos tenebrosos, com chamada na capa da Folha: Fogo na Austrália pode favorecer carne brasileira. O país dos incendiários da Amazônia vai ganhar dinheiro com exportações para o país devastado por incêndios naturais. Os criminosos brasileiros queimam a floresta para expandir campos de criação de gado e plantio de soja e

OS ÍNDIOS, OS INCENDIÁRIOS E NOTRE-DAME

Estão impressionados que Bolsonaro tenha dito essa barbaridade, pouco antes de viajar para a Índia: “Cada vez mais, o índio é um ser humano igual a nós”. Mas o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, disse essa outra em Davos: “Assim como não podemos acusar a Austrália de ter queimado suas florestas ou o governo

Guedes é o Roberto Alvim que deu certo

Paulo Guedes diz na maior caradura no Fórum de Davos: “As pessoas destroem o meio ambiente porque precisam comer”. Quis sugerir, como se falasse para a direita imbecil do Brasil, que os destruidores da Amazônia são os pobres, e não os traficantes de madeira, os grileiros, os latifundiários e os assassinos de índios. E ainda

A Amazônia ou a catedral?

Um sujeito que é a cópia de Bolsonaro em Madrid, apenas com aquele glamour dos bacanas. Aproveito para dizer: leiam o Página 12, o jornal que mostra o que a direita argentina tenta esconder. https://www.pagina12.com.ar/222998-el-alcalde-de-madrid-elige-salvar-a-notre-dame-antes-que-al-?fbclid=IwAR3ozRozW8fIYCfTnZtqemYMDaxUXDUkJ97K2Prjvjw59ANvvIbK3tYTFcA

O repórter e o fiscal

Quando me perguntam qual é o fundamento de ver o Fantástico, eu respondo assim: pra ver as reportagens de um jornalista de fundamento, o meu amigo Marcelo Canellas. Ontem, Canellas e os repórteres Alan Ferreira e Marcos Silva mostraram a perseguição da bandidagem da floresta aos servidores do Ibama e do ICMBio que tentam defender