O 7 DE SETEMBRO PODE SER DOMINADO PELA DIREITA?

Um amigo paulista, jornalista, militante de esquerda mas sem vínculos com partidos, me indaga pelo Whats: como será o 7 de setembro da resistência antifascista em Porto Alegre, gaúcho? Digo, divagando, que espero um ato maior do que os outros três já realizados. O paulista não fica satisfeito e insiste: não quero saber da sua

A LUTA ANTIFASCISTA, A GLOBO E O CADÁVER DO JORNALISMO

Uma questão decisiva para o domingo: quem irá cobrir as manifestações na Avenida Paulista, se já se prevê que os dois lados, do fascismo e do antifascismo, pretendem ocupar a rua, mesmo que à distância e em horários diferentes, como determinou um juiz? Parece uma equação simples para a imprensa das corporações, mas não é.

A VELHA HISTÓRIA DO ‘EU AVISEI’

Daqui a alguns anos, quando os jovens de hoje olharem de novo para trás (que é o que mais fazemos), poderão dizer: muitos nos apoiaram para que saíssemos às ruas e eles estavam certos, porque derrotamos o fascismo. Mas é provável também que, numa situação inversa, eles tenham de dizer: alguns nos alertaram para que

CINCO PEDRADAS (ERRADAS) EM FELIPE NETO

É bom o debate provocado pela participação de Felipe Neto no Roda Viva. O que aquele cara estava fazendo ali, falando de antifascismo, se não tem expressão política? Não tem? Tento listar cinco pedradas que se repetem desde ontem e já antecipo que não concordo com nenhuma delas. NÃO É DA TURMA – As esquerdas,