OS BANQUEIROS DOMINADOS PELO GERENTÃO DA CAIXA

Só falta agora um manifesto assinado por grileiros e milicianos em defesa da harmonia entre os poderes. Uma declaração pública conjunta que expresse convergência de ideias e interesses e de unidade inabalável num momento difícil. O poder de destruição de Bolsonaro desmoralizou até os manifestos. Hoje, uma nota com a ambição de provocar comoções cívicas

QUEM FICOU DE FORA DO MANIFESTO

É divertido procurar e não achar quem poderia ter assinado, mas não assinou, o manifesto de empresários, banqueiros, economistas, religiosos e intelectuais contra o golpe. Um exemplo: Paulo Lemann, o homem das cervejas, o empresário mais rico do Brasil, o guru do empreendedorismo e do liberalismo, não encarou a empreitada. A lista inicial do manifesto

O PROCURADOR SEM ESCRÚPULOS

O procurador Deltan Dallagnol é um compulsivo por dinheiro e enriquecimento. Nessas últimas conversas divulgadas hoje por Reinaldo Azevedo, a personagem é uma emissária da XP Investimentos, que convida Dallagnol para uma palestra confidencial em maio do ano passado. E o que Dallagnol quer logo saber? Se tem grana, sem tem cachê, porque o procurador

Os banqueiros e o ex-banqueiro

Os banqueiros conspiram contra a política econômica dita liberal do governo do Jaburu, comandada por um ex-banqueiro. É dura vida de Henrique Meirelles, o homem cujo otimismo é atrapalhado pela dicção de quem parece carregar sempre um ovo na boca. Meirelles disse ontem, em tom de queixa, que o governo reduziu a taxa básica de