OS RACISTAS NUNCA SE SENTIRAM TÃO À VONTADE

Está fácil ser racista no Brasil. A cena em que um homem grita contra negros e gays numa biblioteca de São Paulo tem um detalhe que a maioria prefere encobrir. O detalhe é mais do que detalhe hoje no Brasil: o sujeito que ataca negros não é o supremacista clássico, branco, descendente de imigrantes europeus