FALTA O MANIFESTO DOS MILITARES

Se os generais aliados de Bolsonaro podem se manifestar sobre questões políticas, por que os generais críticos do governo também não podem dizer o que pensam sobre o blefe do golpe? Alguns até se manifestam, mas são sempre os mesmos: os generais Paulo Chagas, Santos Cruz e Francisco Mamede de Brito Filho e o coronel

BOLSONARO É UM CHEVETTE NA TERCEIRA MARCHA

Qual foi o tamanho dos atos pró-voto impresso realizados domingo nas capitais? A grande imprensa, com tempo e gente, não sabe dizer. Há muito tempo o jornalismo não dá conta da dimensão de manifestações de rua. Os jornais, que cobram para informar, não se atrevem mais a medir os públicos de uma aglomeração ou caminhada.

A DELAÇÃO DO GENERAL GOLPISTA QUE SE ACOVARDOU

A sensação na imprensa e nas redes sociais bolivianas no momento é a lavação de farda suja dos militares que aplicaram o golpe em Evo Morales em novembro de 2019. Se prestarmos atenção no que acontece lá, poderemos prever o que pode acontecer aqui, se o blefe de Bolsonaro for levado adiante. Relembremos antes que

NÃO HAVERÁ VITÓRIA SEM O RESGATE DA BANDEIRA

Não é por civismo calhorda, mas por missão de guerra mesmo. Tomar a bandeira das mãos do fascismo poderá ser a maior reconquista simbólica da democracia brasileira no século 21. As três manifestações contra Bolsonaro em Porto Alegre tiveram marcas bem definidas. A primeira, de 29 de maio, foi a da volta dos jovens às

O DERRETIMENTO DE BOLSONARO EXCITA A TERCEIRA VIA

Só o Estadão deu a pesquisa do Ipec de manchete na versão impressa, mas a notícia está em destaque nos sites do Globo e da Folha (foi manchete do Globo online agora pela manhã). Não vamos entrar no barco furado das teorias depressivas de conspiração, de que a pesquisa busca apenas induzir a falsas euforias.

O SILÊNCIO DOS JORNALÕES BRASILEIROS DIANTE DOS CRIMES DE ISRAEL

Pesquisei os editoriais e outros textos de opinião de ontem e de hoje de Folha, Globo e Estadão, para saber o que teriam escrito como condenação aos ataques covardes de Israel ao prédio da Al-Jazeera e outros veículos internacionais em Gaza. Não há uma linha, uma só. A farsa do discurso da liberdade de imprensa

LEWANDOWSKI PÕE PAZUELLO NA ARAPUCA

Se ficou ruim a situação do general medroso, ficou terrível a situação de Bolsonaro. O ministro Ricardo Lewandowski permitiu em despacho que Eduardo Pazuello se cale sobre suas ações no Ministério da Saúde que possam incriminá-lo, no depoimento do dia 19 na CPI. Mas não pode ficar calado sobre terceiros, ou seja, não poderá sonegar

O ALMOÇO INDIGESTO PARA A ADIDAS

É risível a desculpa da Adidas para a presença da sua principal executiva no Brasil, Flavia Bittencourt (foto), no almoço de quinta-feira com Bolsonaro, quando o sujeito atraiu 40 executivas e empresárias. Esta é a nota esdrúxula: “A Adidas esclarece que a participação de Flávia Bittencourt no almoço que contou com a presença de membros

O JORNALISMO DEVE DIZER A BOLSONARO: NÃO MORREU AQUI ESSA HISTÓRIA

Bolsonaro lançou um desafio ao jornalismo, quando disse, no seu papel preferido de caricatura de ditador, que os motivos da demissão dos chefes militares são assunto dele e do novo ministro da Defesa. Só ele e o general Braga Netto saberiam o que aconteceu. E pronto. Essas foram as frases de Bolsonaro, na live de

AOS MILIONÁRIOS QUE PRETENDIAM FURAR A FILA: COMPREM LOGO UMA VAGA NO CÉU

Os empresários que formaram uma aglomeração virtual e foram pedir vacinas ao governo estão sendo tratados pela grande imprensa pelo que não são. Eles não são benemerentes por tentarem pagar pela própria imunização e pela proteção de mulheres, filhos, parentes e funcionários das empresas. O pedido de acesso privilegiado à vacina não pode ser tratado