POR QUE FAORO NUNCA FOI UM DECOTELLI

Raymundo Faoro, o autor de Os Donos do Poder, sempre na lista dos 10 livros mais importantes para a compreensão do que é o Brasil, não podia dar aulas. Faoro não tinha os títulos que o ministro Carlos Alberto Decotelli diz ter. Decotelli se apresentou como mestre pela Fundação Getúlio Vargas, doutor pela Universidade Nacional

DESISTAM DO AMARELO E DA CAMISETA CRIADA PELO ALDYR

O amarelo como expressão de nacionalismo ou de civismo não vem da bandeira, mas da camiseta da Seleção criada pelo Aldyr Schlee. Na última vez em que falei com Aldyr, no começo de 2018, meses antes da sua morte, conversamos sobre o relançamento do romance ‘Don Frutos’ e do lançamento de ‘O outro lado –

Os destroços da República

Por Tarso Genro (Texto publicado originalmente pelo ex-governador e ex-ministro Tarso Genro no site A Terra é Redonda) Alguns fatos do cotidiano da política são capazes de marcar o fim de um ciclo ou o início de um novo período, dentro de um mesmo ciclo de lutas e dominações. Estes fatos podem destacar-se, tanto pelo

O MESMO MÉTODO

Chega a ser divertido ver Sergio Moro se queixando da devassa de uma procuradora em arquivos da Lava-Jato. É uma doce vingança ver procuradores da Lava-Jato reclamando dos procedimentos ilegais da colega procuradora. Logo eles, que conduziram a Lava-Jato como se pudessem agir como bem entendessem. A procuradora Lindora Maria Araujo (foto), que foi a

OXFORD FEZ ACORDO COM QUEM TEM PACTO COM A PESTE

O governo é sustentado pela fúria de fundamentalistas religiosos, militares, negacionistas, golpistas e aliados de milicianos. Um ministro da Educação era analfabeto e odiava índios e chineses, o outro é acusado de forjar títulos e de plagiar textos acadêmicos. Bolsonaro debocha da ciência, o ministro do Meio Ambiente devasta a Amazônia, metade do governo acredita

A CONFISSÃO DO PROTETOR DE QUEIROZ

Frederik Wassef assume finalmente que escondeu Queiroz, em entrevista à Veja, mas a parte mais importante não é a que informa sobre um plano para matar o miliciano e, segundo ele, comprometer Bolsonaro. A parte mais incisiva, que ao invés de defender acusa os Bolsonaros, é essa, que reflete também o que está acontecendo com

BOLSONARO E WEINTRAUB DESMORALIZAM O BANCO MUNDIAL

Pode fazer sentido, como formalidade, a resposta do Conselho de Ética do Banco Mundial à carta de funcionários da organização com o alerta sobre quem é Abraham Weintraub. Mas a resposta não pode ser aceita sem questionamentos. Sabe-se que os servidores alertaram que Weintraub é um sujeito em desacordo com tudo o que o banco

MARINA PODE? HUCK NÃO PODE? E FH?

O melhor debate, nos intervalos das notícias sobre a vida complicada da família Bolsonaro, é esse sobre os limites para escolher companhias, na resistência ao fascismo e nas tentativas de definição de um discurso de esquerda com um mínimo de unidade. Quem é a nossa turma? – é o que todo mundo se pergunta. São