O BLEFE QUE BRAGA NETTO NÃO CONSEGUE DESMENTIR

Braga Netto mandou o recado do golpe a Arthur Lira, para que Lira passasse o aviso do golpe adiante. Se não fosse assim, não teria sentido mandar o recado. Era preciso que muitos deputados e senadores ficassem sabendo da ameaça, e não só os membros da comissão especial que examina a proposta de emenda do

BRAGA NETTO FALHOU NO GOLPE CONTRA GUEDES POR FALTA DE PREPARO

Se a tentativa de Braga Netto de intimidação do Congresso com o blefe do voto impresso existe mesmo e não der certo, será a segunda vez que o general terá fracassado com uma ameaça de golpe. Em 22 de abril do ano passado, o general tentou golpear Paulo Guedes. Foi naquela famosa reunião em que

BREVES ANOTAÇÕES SOBRE UMA NOTA QUE PODE SER BREVE

Breves anotações sobre uma nota que pode ter vida breve Moisés Mendes Algumas anotações breves sobre a nota do ministro da Defesa, Braga Netto, e dos chefes das três armas, emitida em reposta à declaração do senador Omar Aziz de que os militares devem estar envergonhados com o envolvimento do “lado podre” das Forças Armadas

BOLSONARO TEM A ADMIRAÇÃO DOS GENERAIS QUE FICARAM

Há um detalhe revelador de apreço e afeto na fala do ministro Luiz Eduardo Ramos, quando o general chefe da Casa Civil admite que tomou escondido a vacina contra a Covid-19. O general (na foto com Bolsonaro) confessa que ninguém deveria saber e especular sobre o que ele estava contando. E fala com sentimento. Ficamos

A BOIADA, A CACHORRADA, AS HEMORROIDAS E OS VAGABUNDOS, UM ANO DEPOIS

Completa um ano amanhã a famosa reunião ministerial da boiada de Ricardo Salles, das hemorroidas de Bolsonaro, do Programa Pró-Brasil de Braga Netto e da última troca de olhares entre Sergio Moro e seu chefe. Há reuniões definidoras de governos e projetos de poder. A ditadura mostrou a cara e apostou na longevidade naquela reunião

O JORNALISMO DEVE DIZER A BOLSONARO: NÃO MORREU AQUI ESSA HISTÓRIA

Bolsonaro lançou um desafio ao jornalismo, quando disse, no seu papel preferido de caricatura de ditador, que os motivos da demissão dos chefes militares são assunto dele e do novo ministro da Defesa. Só ele e o general Braga Netto saberiam o que aconteceu. E pronto. Essas foram as frases de Bolsonaro, na live de

A PRESSÃO DE BOLSONARO E O MAL SÚBITO DE BRAGA NETTO

A sequência até a demissão de Fernando Azevedo teve sinais recentes que a grande imprensa deixou passar por debaixo das pernas, porque subestimou esses fatos. No dia 25 de março, depois da reunião com os governadores, com Luiz Fux e os presidentes da Câmara e do Senado, para a farsa do comitê de combate à

A REUNIÃO DE BOLSONARO E O MAL SÚBITO DE BRAGA NETTO

Esta notícia está nos cantinhos dos sites. Depois da reunião de ontem com os governadores, com Luiz Fux e os presidentes da Câmara e do Senado, para a farsa do comitê de combate à pandemia, Bolsonaro chamou uma turma de peso ao seu gabinete. Trancou-se com os quatro militares do alto comando: Fernando Azevedo, ministro

AOS MILIONÁRIOS QUE PRETENDIAM FURAR A FILA: COMPREM LOGO UMA VAGA NO CÉU

Os empresários que formaram uma aglomeração virtual e foram pedir vacinas ao governo estão sendo tratados pela grande imprensa pelo que não são. Eles não são benemerentes por tentarem pagar pela própria imunização e pela proteção de mulheres, filhos, parentes e funcionários das empresas. O pedido de acesso privilegiado à vacina não pode ser tratado

BOLSONARO É O LÍDER

O jornalista Guilherme Amado, de Veja, informa que os ministros militares pediram mesmo a cabeça de Ricardo Salles a Bolsonaro. Bolsonaro fez o que todo mundo já sabe. Telefonou para Luiz Eduardo Ramos, que Salles chamou de Maria fofoca, e para Braga Netto, seu chefe da Casa Civil, e saíram a passear de moto. Todos