UMA DÚVIDA QUE NÃO CHEGA A SER UM DILEMA PARA BOLSONARO

Em tempos de quase normalidade, cálculos políticos de outros tempos, sustentados pela intuição, diriam que Braga Netto não deveria ser o vice de Bolsonaro.  Com tantos escândalos envolvendo fardados, desde a pandemia, não seria uma boa hora para chamar mais um general para o ativismo político.  Mas hoje os calculistas que se baseiam em pesquisas

O QUE FAZER COM BRAGA NETTO

A curiosidade geral, dentro e fora do governo, mobiliza atenções em direção a uma hipótese que hoje se apresenta como improvável. Bolsonaro poderia se livrar do general Braga Netto, por causa dos escândalos das compras de mercadorias da área sexual para as Forças Armadas? Será que pode se livrar? Não no sentido de dispensar o

SE O VICE FOSSE UM GENERAL COMUM, ESTARIA A PERIGO

Sempre que alguém da esquerda ficar em dúvida ao pensar que o vice de Lula é Geraldo Alckmin, deverá buscar o consolo de que o pré-candidato a vice de Bolsonaro é Braga Netto. Um general que carrega nas costas os escândalos das compras de Viagra pelo governo. E das 60 próteses penianas de mais de

COM BRAGA NETTO, BOLSONARO EMPURRA OS MILITARES PARA UM CAMINHO SEM VOLTA

Bolsonaro nunca errará o nome de Walter Souza Braga Netto, como fez com Hamilton Mourão um dia depois do primeiro turno de 2018. Ao vivo, no Jornal Nacional, Bolsonaro disse que exigiria obediência do seu vice, se fosse eleito, e o chamou de Augusto Mourão. Bolsonaro pouco sabia de Mourão e fazia questão de dizer

O NOSSO MUNDINHO CONTINUARÁ BIPOLAR

Com o coquetel molotov de Mamãe Falei completando a implosão de Sergio Moro, e com Ciro Gomes achando que o Brasil pode ser uma Ucrânia e eleger um humorista, não resta quase mais nada a esperar até a eleição. Até a Otan sabe que é Lula contra Bolsonaro. O resto fica por conta do imponderável,

A CPI VAI AMARELAR E DESISTIR DO INDICIAMENTO DE BRAGA NETTO?

Uma figura da República, recolhida à discrição desde o 7 de setembro, pode reaparecer nos próximos dias. Mas só se estiver na lista da CPI do Genocídio, entre os acusados de envolvimento nos crimes da pandemia. É o general Braga Netto, ministro da Defesa, considerado o mais poderoso e fiel militar ao lado de Bolsonaro.

GOLPISTA TAMBÉM PRECISA TER TALENTO

Sem golpistas com talento, os golpes não funcionam. Um golpe com gente forte, na política e na área militar, mas pouco talentosa pode até ser aplicado, mas não se sustenta. Só talvez no Afeganistão. Foi o que aconteceu na Bolívia, onde o golpe contra Evo Morales durou um ano. Os golpistas civis e militares eram

MAIS UMA OBRA DA GRIFE BRAGA NETTO

Se os mesmos homens que organizaram o desfile com sucatas de tanques serão também os organizadores do golpe de Bolsonaro, já se sabe que dificilmente haverá golpe.  Podem até tentar um golpe e anunciá-lo formalmente como golpe. Mas a turma envolvida na desorganização do desfile não tem condições de aplicar e de segurar um golpe.

FALTA O MANIFESTO DOS MILITARES

Se os generais aliados de Bolsonaro podem se manifestar sobre questões políticas, por que os generais críticos do governo também não podem dizer o que pensam sobre o blefe do golpe? Alguns até se manifestam, mas são sempre os mesmos: os generais Paulo Chagas, Santos Cruz e Francisco Mamede de Brito Filho e o coronel