O COAF, OS TRAFICANTES E OS MILICIANOS

Bolsonaro conseguiu tirar o Coaf dos calcanhares do filho senador e dos milicianos e agora tenta afastar o Coaf dos interesses dos traficantes. Sergio Moro, o combatente do crime organizado (desde que não seja a milícia) assinou com Bolsonaro o decreto que retira um representante do Coaf do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad).

O DEBOCHE DO CHEFE DO QUEIROZ

A realidade transforma tudo da Era Bolsonaro em deboche. Flávio Bolsonaro, blindado por Dias Toffoli como o homem das movimentações financeiras acobertadas por um miliciano, é o autor da proposta de criação de um imposto único sobre… sim, isso mesmo, sobre movimentação financeira. O investigado sob a acusação de chefiar uma quadrilha que acobertava movimentações

A PERSEGUIÇÃO A GLENN GREENWALD

É complicada a situação de Sergio Moro no caso da anunciada investigação das movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald. O Ministério Público Federal determinou que o Tribunal de Contas da União apure se o jornalista é de fato investigado pelo Coaf. O TCU já determinou que o Ministério da Fazenda esclareça com urgência se a

O COAF ESPERA SERGIO MORO

Uma das obsessões de Bolsonaro, nas conversas sobre a estrutura policial que está sendo montada em torno de Sergio Moro, era o destino do Coaf. O órgão controlador da movimentação de dinheiro será decisivo, segundo Bolsonaro, para estrangular o crime organizado, principalmente os traficantes. Foi por isso que Bolsonaro tirou o Coaf do Ministério da

A FAMÍLIA DE R$ 1 MILHÃO

Tem notícia nova no caso do policial que atuava como motorista de Flavio Bolsonaro e movimentou R$ 1,2 milhão. Agora, a notícia do Estadão é sobre a filha do assessor do filho de Bolsonaro, mas essa trabalhava para o presidente eleito. ………………. Relatório do Coaf cita ex-servidora de Bolsonaro Nathalia Melo é filha de ex-PM