A ACELERAÇÃO DE RICARDO BARROS

O ritmo de Ricardo Barros na CPI do Genocídio é de aceleração na arrancada. O líder de Bolsonaro parece um narrador de corrida de cavalos. Está ofegante. Há uma mistura de excitação, nervosismo e impaciência. E já disse essa frase para fazer rir: “O combate à corrupção está no DNA do governo Bolsonaro”. A tropa

APENAS A MÃO DO GATO (AO VIVO NA CPI)

Outra reportagem da Folha complica ainda mais a vida do coronel Elcio Franco, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde. Franco é mostrado em reportagem de Vinicius Sassine como o homem que, ao responder ofício da diretora da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades, muda com urgência, em fevereiro, a forma de pagamento pela vacina indiana Covaxin. Emanuela

O MORALISMO DESMORALIZADO

Depois dos irmãos Miranda, chegaram a anunciar que a nova bomba contra Bolsonaro, na CPI do Genocídio, seria a ex-mulher de Eduardo Pazuello. Mas quase ninguém mais dá atenção ao que Andrea Barbosa teria a dizer. O que uma ex-mulher pode contribuir, com revelações numa CPI, para que se esclareçam os rolos do governo no

OS IRMÃOS E OS CORONÉIS

Luís Ricardo Miranda, chefe da divisão de importação do Ministério da Saúde, e seu irmão, o deputado Luís Cláudio Miranda (DEM-DF), contribuem para envolver pelo menos quatro oficiais do Exército de Bolsonaro em suspeitas com as máfias das vacinas. As Forças Armadas pagam o alto custo da cumplicidade com um governo em que uma pandemia

QUEM É O FULANO?

A CPI terá de investigar e esclarecer quem é o sujeito a quem Bolsonaro se refere na conversa com o deputado Luís Claudio Miranda no dia 20 de março, no Alvorada. O deputado disse que Bolsonaro foi informado sobre possíveis rolos na importação superfaturada da vacina Covaxin e exclamou que poderia saber quem estava envolvido

AS FAÇANHAS DO NEGACIONISTA (AO VIVO)

Começa agora na CPI do Genocídio a exibição das façanhas do negacionista e cloroquinista que tentou ser modelo a toda a Terra. Osmar Terra começa a sua fala um pouco mais ofegante do que o normal e com ênfase no sotaque acariocado, mesmo tendo nascido no Rio Grande do Sul e aqui ter sido criado.

VAMOS CALCULAR OS DANOS MORTAIS DE NISE YAMAGUCHI

Se a médica Nise Yamaguchi está pedindo R$ 320 mil em indenização por danos morais aos senadores Omar Aziz e Otto Alencar, da CPI do Genocídio, vamos imaginar os valores que centenas de famílias podem cobrar de indenização da médica pela acusação de indução à morte de parentes que tomaram cloroquina? Se Nise pode cobrar

O TRUQUE DE WITZEL PARA ATORMENTAR A FAMÍLIA

Os Bolsonaros sabem que Wilson Witzel sabe o que muita gente gostaria de saber. E Witzel foi à CPI para provocar a família: eu sei o que vocês tentam esconder. Talvez nem saiba tanto. Mas Witzel fez na CPI uma performance de mafioso para assustar Flávio e o pai. Foi lá, deu seu recado, associou

COM QUE FINALIDADE INDUZEM AS PESSOAS AO ERRO E À MORTE?

Com que finalidade o deputado e médico Osmar Terra propagou com insistência no ano passado, com a cumplicidade de parte da imprensa, a informação de que a epidemia da Covid-19 não mataria nem mil pessoas no Brasil? Com que finalidade? Esta é a pergunta que abre as portas para muitas respostas. Com que finalidade Terra,

NATALIA PASTERNAK E AS EMAS

“Cloroquina é uma mentira espalhada pelo governo federal e pelo Ministério da Saúde e ela mata”, disse a microbiologista Natalia Pasternak na CPI do Genocídio, para completar logo depois: “Senhores, a cloroquina já foi testada em tudo. A gente testou em animais, a gente testou em humanos. A gente só não testou em emas, porque