A Globo dá tribuna para Barroso

O discurso rococó de Luís Roberto Barroso em defesa da Lava-Jato ocupou mais espaço no Jornal Nacional que o tempo somado de todos os sete ministros que condenaram os métodos dos justiceiros de Curitiba. Barroso defendeu o indefensável. Que se preserve a Lava-Jato, para que seus delitos não desmontem tudo o que foi feito em

OS ARAPONGAS INTERNACIONAIS DA LAVA-JATO

Essa do Moro e do Dallagnol tramando para derrubar Maduro e assim interferir nas eleições no Brasil é a prova do esquema internacional da Lava-Jato. É nojento demais ler os diálogos publicados hoje pela Folha. O ex-juiz e seus subalternos da procuradoria tramavam para romper um acordo de delação que mexia com questões de outro

O DELATOR QUE DELATOU A LAVA-JATO

A situação dos procuradores da força-tarefa da Lava-Jato é, a partir de agora, mais dramática do que a de Sergio Moro. Os procuradores sabem que qualquer movimento em falso pode acionar o que eles mais temem: a comprovação de que as mensagens saíram de dentro do comando da masmorra de Curitiba. Esse é o dilema

Cadê o powerpoint dos vazadores?

O procurador Deltan Dallagnol enviesou a conversa sobre os vazamentos de delações, denunciados no dia 26 de março pela ombudsman da Folha de S. Paulo, Paula Cesarino Costa. Paula disse categoricamente: os vazamentos são feitos por procuradores. Mais de três fontes lhe contaram como isso funciona. Dallagnol é o chefe deles na força-tarefa da Lava-Jato.